Artigos
Publicada em 05/01/2021 - 02h38min

Afonso Pola

Decibéis da imbecilidade

Decibéis é o plural de decibel. Decibel é a décima parte do bel. Bel é a unidade que serve para avaliar a intensidade do som. O primeiro sentido a se estabelecer em nossa formação é a audição e ela é um elemento por demais importante para a comunicação. No Brasil, 60% dos distúrbios de comunicação estão relacionados a deficiências auditivas.
Ruídos a partir de 50 decibéis já são capazes de causar danos ao indivíduo, variando de acordo com o tempo de exposição e intensidade. E a dinâmica da sociedade moderna já nos impõe a convivência com diversos barulhos nocivos para a saúde auditiva.
Alguns eventos e suas medidas em decibéis: disparo de arma de fogo - 140; turbina de avião - 130; britadeira - 120; trânsito pesado - 80. Portanto, em várias situações estamos nos expondo a ruídos prejudiciais para nosso sistema auditivo. Segundo especialistas, a poluição sonora excessiva pode lesar o ouvido de qualquer pessoa.
O problema é que além de termos de conviver com ruídos que compõem a paisagem urbana, somos agredidos também por outros que poderiam facilmente serem evitados. Escapamentos barulhentos de motos e carro, por exemplo. No entanto, esse não é o caso mais grave. Muito comum no réveillon, a queima de fogos de artifício, rojões e bombas, são ruídos que podem trazer sérios e irreversíveis danos à audição.
É obvio que isso não é segredo para mais ninguém. Até porque já existe legislação em inúmeras cidades proibindo o uso de artefatos como esses. O problema é que a imbecilidade parece irreversível para uma parte dos brasileiros.
Todo ano as redes sociais registram inúmeros casos envolvendo pessoas e bichos que entram em pânico com o barulho desses artefatos. Cães e gatos se machucam e acabam fugindo e se perdendo de seus donos. Crianças, idosos e autistas entram em crise. E os doentes que precisam repousar para se recuperar de suas moléstias não conseguem fazê-lo.
Quem provoca essa situação não tem a menor empatia e respeito por essas pessoas e esses animais. São uns imbecis.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Mais vistos