Cidades
Publicada em 13/01/2021 - 01h35min

Luiz Kurpel*
alto tietê

Mais de 71 mil famílias foram beneficiadas pelo Bolsa Família

Pagamento do Auxílio Emergencial substituindo o programa do governo federal provocou queda média de 70%

Mais de 71 mil famílias receberam o Bolsa Família no G5 - cinco cidades mais populosas do Alto Tietê - entre janeiro e novembro de 2020. Apesar da substituição temporária do benefício pelo pagamento do Auxílio Emergencial, o Ministério da Cidadania informou que
R$ 46,7 milhões foram repassados para os beneficiários do programa que vivem na região. Com o fim do benefício que fez frente aos impactos da pandemia do coronavírus (Covid-19), o governo federal retomou o calendário oficial de pagamentos do Bolsa Família.
Até a última atualização da folha de pagamento do Programa Bolsa Família, em novembro de 2020, o Ministério da Cidadania divulgou que 71.646 famílias distribuídas em Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba, Suzano, Ferraz de Vasconcelos e Poá receberam o benefício. O valor anual repassado foi de R$ 46.709.228, 70,1% menor do que o montante encaminhado para a região em 2019, quando R$ 156.234.075 haviam sido pagos aos beneficiários.
Os dados, ainda parciais, revelam que o valor médio repassado às famílias foi de R$ 28,33 em novembro. Só naquele mês, o pagamento destinado ao G5 foi de
R$ 2.030.148, valor bem menor do que o normal porque, em decorrência da pandemia de Covid-19, o Bolsa Família foi substituído temporariamente pelo Auxílio Emergencial.
O Ministério da Cidadania retomou o calendário de repasses do Bolsa Família e divulgou o cronograma de pagamentos do benefício em 2021. Como de costume, repasses são organizados para os últimos dez dias úteis de cada mês. Famílias podem conferir datas do saque de acordo com o número do NIS, impresso no cartão, informou o Ministério em nota.
De forma isolada, os dados apontam que Mogi é a cidade com o maior número de famílias beneficiadas pelo programa federal dentro do G5, são 24.026 cadastrados que receberam R$ 19.865.663 dentro dos meses divulgados na folha de pagamento do Bolsa Família. O montante encaminhado para as famílias mogianas em 2020 foi 69,9% menor do que o recebido em 2019, quando o total pago foi de R$ 66.173.467,00.
Segundo os dados do Ministério da Cidadania, 18.440 famílias em Itaquá estavam cadastradas até novembro do ano passado. O repasse total foi de R$ 8.980.745, cerca de 70,8% menos do que o encaminhado em 2019.
Em Suzano, o total de famílias que dependem do Bolsa Família também ultrapassa uma dezena de milhar, são 13.730 beneficiários que receberam o total de
R$ 6.176.534, valor menor se comparado com 2019. Com percentual similar das demais cidades, o pagamento do Auxílio Emergencial fez o valor do Bolsa Família do ano passado ser 71,6% menor do que o ano retrasado quando R$ 21.773.513 haviam sido repassados.
Ferraz possui 9.316 famílias cadastradas no programa. Dentro do mesmo período divulgado, o repasse para os ferrazenses foi de
R$ 6.559.476 em 2020 e de R$ 21.188.013 em 2019, uma diferença de 69,1%.
Por fim, Poá conta com 6.134 famílias dependentes do Bolsa Família. Até a última atualização do Ministério da Cidadania o pagamento total ao município foi de R$ 5.126.810 em 2020 e de R$ 16.266.862 em 2019, quedade 68,4%.
*Texto supervisionado pelo editor

Comparativo 2019 x 2020

G5 Famílias beneficiárias Total pago em 2019 Total pago em 2020 %
Mogi das Cruzes 24.026 66.173.467,00 19.865.663,00 -69,90%
Itaquecetuba 18.440 30.832.220,00 8.980.745,00 -70,80%
Suzano 13.730 21.773.513,00 6.176.534,00 -71,60%
Ferraz de Vasconcelos 9.316 21.188.013,00 6.559.476,00 -69,00%
Poá 6.134 16.266.862,00 5.126.810,00 -68,40%
Fonte: Ministério da Cidadania - Folha de Pagamento do Programa Bolsa Família (11/2020)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Mais vistos