Esportes
Publicada em 25/11/2020 - 23h31min

Estadão Conteúdo
Luto no futebol

Morre o craque MARADONA

Aos 60 anos, ídolo argentino sofreu uma parada cardiorrespiratória na manhã de ontem em sua casa, na cidade de Tigre, região metropolitana de Buenos Aires

Foto: Divulgação/AFA

Em 1986, no México, Maradona foi campeão do mundo com a Argentina
O ídolo do futebol argentino Diego Armando Maradona morreu ontem em Buenos Aires. Aos 60 anos, completados no mês passado, ele trabalhava como técnico do Gimnasia Y Esgrima de La Plata e lutava contra uma série de problemas de saúde. Ele morreu ao sofrer parada cardiorrespiratória.
Maradona tinha deixado o hospital havia duas semanas, após ser internado para tratar de um hematoma no cérebro. Depois disso, o camisa 10 da Argentina foi levado para casa, na cidade de Tigre, região metropolitana de Buenos Aires, para terminar sua recuperação. A recomendação médica era para que Maradona cuidasse principalmente da dependência química de remédios e de álcool. Seu médico chegou a dizer que ele precisava se cuidar. Maradona não queria fazer o tratamento e tentou deixar o hospital antes do tempo.
O ex-jogador estava em sua casa quando se sentiu mal. Familiares e funcionários chamaram uma ambulância para socorrê-lo, mas ele morreu antes mesmo da chegada do veículo da emergência. O presidente da Argentina, Alberto Fernández, decretou três dias de luto no país. O velório de Diego Maradona será realizado hoje na Casa Rosada, sede do governo argentino. O corpo do craque passou por autópsia na noite de ontem.
Em respeito à morte de Maradona, a Conmebol decidiu adiar a partida entre o Internacional e o Boca Juniors, que seria realizada na noite de ontem, em Porto Alegre, pela Copa Libertadores. Diego Maradona foi ídolo no Boca e sempre se declarou um apaixonado torcedor do time.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Mais vistos