Cidades
Publicada em 21/11/2020 - 19h40min

Thamires Marcelino
Prejuízo

Comerciante se queixa de pichação em casa e oficina

Os moradores que residem na avenida Alexandria de Paula, na Vila Nova Cintra, em Mogi das Cruzes, têm enfrentado recorrentes episódios de pichação em casas e estabelecimentos comerciais do bairro. O ato de vandalismo resulta em problemas financeiros e de identidade visual.
Este é o caso do proprietário da mecânica Neco Serviços Automotivos, Rafael Recieire Martins, que já teve o muro do comércio pichado inúmeras vezes.
Além do prejuízo da depredação ao patrimônio privado, há também a perda da identificação da mecânica. "Os clientes deixam de contratar nossos serviços pelas pichações porque não conseguem identificar o estabelecimento da empresa, ou, com receio, não trazem o carro, tendo em vista a péssima imagem que transmite uma fachada mal cuidada", lamentou Ricieire.
As pichações apagam o letreiro que divulga as atividades do local. Por este motivo, o prejuízo dos serviços é "incalculável", conforme mencionou Ricieire. O mesmo problema acontece em casas e prédios da cidade.
Para o proprietário, as leis municipais que dizem respeito à poluição visual deveriam ser mais rígidas.
"Fico chateado porque todas as vezes que pintamos a fachada, eles sujam novamente e ficam sem punição, como sempre. Não consigo manter a propaganda da empresa a vista dos clientes.Estou indignado", criticou.
Compartilhe

Mais vistos