Cidades
Publicada em 21/11/2020 - 02h10min

Thamires Marcelino
Tarifa social da EDP

Cerca de 13 mil famílias podem aderir ao benefício

Mais de 13 mil famílias de Mogi das Cruzes podem aderir à tarifa social da EDP, mas não recebem o benefício. Isso porque, essas 13.456 famílias não são titulares da conta de energia elétrica ou estão com o Cadastro Único para programas sociais do governo federal (CadÚnico) desatualizado junto à distribuidora.
Por este motivo, a concessionária de energia elétrica não tem possibilidade de realizar o cadastramento. Apesar desses dados, um número semelhante, de 13.585 famílias, recebem o benefício do desconto mensalmente. Para ter acesso ao benefício da tarifa social é necessário que o cliente possua o Número de Identificação Social (NIS), do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).
"Ressaltamos que quando os clientes titulares do NIS não são os titulares da conta de energia ou estão com o cadastro desatualizado junto à EDP, não é possível realizar o cadastro automático destas famílias no benefício que dá desconto na conta de luz", reafirmou a EDP.
A tarifa social é um benefício do governo federal que permite desconto na conta de luz concedido para os primeiros 220 kWh consumidos mensalmente por clientes residenciais classificados como de baixa renda. O desconto varia de acordo com a faixa de consumo mensal (kWh/mês), podendo chegar até 65% de redução na conta.
É importante destacar que a qualquer momento estes clientes podem solicitar o cadastro na Tarifa Social de Energia Elétrica, no portal EDP Online, por meio do link www.edp.com.br/tarifasocial.
Compartilhe

Mais vistos