Cidades
Publicada em 16/10/2020 - 22h54min

Felipe Antonelli
Primeira instância

Candidatura de Protássio Nogueira é impugnada

A 74ª Zona Eleitoral de Mogi das Cruzes impugnou em primeira instância a candidatura do vereador Protássio Ribeiro Nogueira (PSDB), acatando o pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE)

Foto: Mariana Acioli

Protássio vai recorrer no Tribunal Regional Eleitoral
A 74ª Zona Eleitoral de Mogi das Cruzes impugnou em primeira instância a candidatura do vereador Protássio Ribeiro Nogueira (PSDB), acatando o pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE). O motivo é a rejeição das contas apresentadas pelo vereador e julgadas como improcedentes pelo Tribunal de Constas do Estado (TCE) enquanto era presidente da Câmara Municipal em 2014.
O vereador afirmou à reportagem que já se mobiliza para entrar com recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em São Paulo, contra a decisão da Justiça Eleitoral mogiana.
Segundo o MPE, as contas do então chefe do Legislativo foram rejeitadas por "irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa". A denúncia foi apresentada pelo promotor de Justiça Leandro Lippi Guimarães, em 29 de setembro.
Em contestação, Nogueira sustentou que a decisão do TCE não "invadiu o campo da culpabilidade", considerando não haver a existência de ato de improbidade administrativa, nem dolo ou falta grave.
Entretanto, o juiz eleitoral Tiago Ducatti Lino Machado, que assina a decisão da Justiça Eleitoral, acatou e julgou procedente a solicitação de impugnação, considerando que as irregularidades apontadas, além de configurar ato doloso de improbidade, aparentam ser insanáveis.
O parlamentar se mostrou confiante em reverter a situação na instância superior. "Fui avisado pelo meu advogado. Já estamos entrando hoje (ontem) com recurso no TRE em São Paulo. Creio que no TRE conseguiremos reverter", completou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Mais vistos