Social | Osny Garcez
Publicada em 05/09/2020 - 01h12min

Douglas Rodrigues

Força, Fé e Milagre

Caros amigos !
Retorno hoje a poder estar com vocês. Muitos sabem de tudo que passei nesses dias turbulentos onde fiquei internado por 24 dias na UTI e mais 3 dias no quarto do Hospital São Luis no Tatuapé. Sempre tomei os devidos cuidados , mas essa doença é invisível e não sabemos a exatidão de como contraímos. O que deixo aqui registrado é que somente vim a sentir claramente os sintomas na terça dia 03 de agosto ,quando uma febre alta se apresentou. Inclusive tinha marcado pneumologista agendado para a quinta dia 05 de agosto , mas na quarta-feira dia 04 ao acordar passei mal e tive acho que um desmaio e caí no banheiro de onde gritei ao meu filho que me socorreu e ligou para 1 amigo, este que considero um irmão (Waldemir Souza) que na minha casa veio me socorrer. Eu já tinha marcado de dia 04 (quarta-feira) que Epeus Micheletti me levasse ao Sâo Luís , pois o mesmo foi tratado de Covid lá. O quadro quando cheguei era de moderado a grave e já com os exames ao fim da tarde fui para a UTI. Começaram uma bateria de exames e ali de principio fui sendo tratado. Tivemos intercorrências que agravaram o quadro e fui transferido para uma outra UTI (casos mais graves). Cerca de 50 por cento do pulmão estava tomado. Ali foi intensificado as máscaras de oxigênio( 3 vezes por dia no mínimo por 1 hora cada vez, manha, tarde e noite) Aí ficava com cateter de oxigênio no inicio a dosagem de 4 lts que depois caiu para 2 lts e por último dosagem de 1 lt. Mas isso foram com o passar dos dias. Só que os médicos intensivistas e infectologistas perceberam que algo viral poderia estar comprometendo o tratamento , foi quando mudaram antibióticos e aumentaram a carga de corticoides. Foi nesse período que tenho certeza que Deus entrou com o milagre, pois agora que estou de alta tomei ciência de muita coisa . Uma delas é que os médicos ligaram para minha namorada e deixaram a disposição se a família quisesse ir visitar eles liberariam , tamanho a gravidade de meu caso ao risco de morte. Lutei de todas as formas e com minhas forças para fazer as sessões de mascaras com as fisioterapeutas para não ser entubado. Graças a Deus fui reagindo . A equipe de fisioterapia sempre presente me estimulava . Tive ainda devido a um cálcio que foi prescrito que encarar um fecaloma . Sofri mais ainda , pois travaram as fezes . Tive que por duas vezes me submeter a lavagem e tratar com medicamentos para gradativamente recuperar as causas deixadas por este fato com proctil . Fiz uso ainda de oleo mineral e lactulona. Lá na UTI eu estava sem facebook , somente com whats e linha telefone e instagram . Tive logo nos dois dias que estava na UTI a noticia do falecimento da pastora Lúcia Elena da Silva que me abalou muito. Mas eu tinha uma luta junto a um time de enfermeiros, médicos, infectologistas, técnicos de enfermagem , pessoal da limpeza , enfim , todos ali na linha de frente pela vida . Conheci e fiz um novo amigo ,
Dr. Marcus Monaco que é amigo do Trevisan Junior que ia me visitar e me apoiar sempre, além do Felipe Tavares que é intensivista lá também e cuidava do Xavier que lá também estava internado . Sei que o Alto Tietê se mobilizou em cultos, missas, orações e essa corrente de fé com certeza ajudaram muito .Eu dormia ouvindo louvores e tem dois deles que levarei para o resto da minha vida . O primeiro deles Davi Sacer & Banda ( Trazendo a Arca Sobre as Águas) e o outro com Tony Allysson ( Deus de Milagres) . Tomei posse da palavra e com certeza Jesus Cristo ouviu e me estendeu a mão e me deu o milagre. Fiz questão de relatar a todos um pouco do que passei no hospital. Nossos valores são revistos. A importância de um banho , quem dá? ir ao banheiro ( até fralda usei). Fiquei 11 dias só tomando banho intimo de lencinhos umedecidos. Aprendi que temos que viver o hoje sem ansiedade , que quando se cai num hospital você se torna dependente e que um filme te passa na cabeça . Sentileusa Moraes sempre com uma palavra de fé trocava mensagens e com ela uma legião de pessoas mas nem todos eu conseguia responder . Minha irmã aqui fora resolvendo as coisas e minha namorada Licèlia Neris coordenando troca de informações com os médicos . Somente fiquei sabendo que Licélia tinha contraído também o Covid 2 dias antes de minha alta e achei inteligente não terem me contado , pois iria pirar. Imaginem correndo os riscos sabendo disto como ficaria minha cabeça. Esse vírus não é uma gripezinha, não é brincadeira. Evitem aglomerações , usem os protocolos de higiene, usem máscaras e não facilitem e aos primeiros sintomas procurem um hospital ou um médico. Dentro do hospital acompanhei várias reportagens e uma que me chamou a atenção foi os discrepantes índices de mortalidade em hospital público em relação a um hospital particular . Num hospital particular é em torno de 28 % já em hospitais públicos passa dos 57%. Tenho certeza que a competência e os diagnósticos precoces aliadas ao milagre do Deus do Impossível é que me deixaram vivo. Fica aqui minha gratidão a todos que elevaram o pensamento para minha cura. Estou ainda de repouso me recuperando em casa. Espero que todos se conscientizem da gravidade desse vírus . Cuidem de suas famílias , se amem. A vacina está próxima da realidade mas nosso País está a deriva . Falta fiscalização séria para conter os imprudentes. Mandos e desmandos de uma politica onde os números de mortes são assustadores Não posso deixar de agradecer também a todos que cuidaram de meu filho Kadú, administraram minhas contas (Claudinha Oliveira) e assim puderam cada qual me ajudar a ter forças , fé e receber este milagre. Sergio Cintra médico amigo de Mogi também meu muito obrigado por ajudar a Licélia, ter ligado no hospital sempre , Eli Moussa que assim que tive alta também se colocou a disposição, Dr Jaime Teles um querido, Dr, João Miguel , Rogério Carnelós que desde o inicio me disse , come até receituário médico mas come . Acho que externei aqui um pouco para que possam rever valores e conceitos . Estou de volta aos poucos mas o mais importante é dar Honras e Glórias a Deus pela minha vida . Renasci e louvo ao Senhor por tudo. Felicidades a todos e se não citei alguém saibam que no meu coração carrego gratidão a cada amigo que se preocupou e orou por mim. Um novo tempo virá , que essa vacina torne o novo normal eficiente para podermos voltar a nos abraçar.
  • Licelia Neris e Osny Garcez
  • Licelia Neris com Kadu e Osny Garcez
Compartilhe
Comentários
Comentar

Mais vistos