Opinião
Publicada em 12/09/2020 - 18h26min

Mauro Jordão

A paz mental

O banco Credit Suisse, instituição financeira respeitada mundialmente, em seu relatório anual, publicado em 2015, informou que a concentração mundial de riqueza está aumentando de maneira estarrecedora. Segundo o documento, quase metade da riqueza do planeta está nas mãos de menos de 1% da população, das 85 pessoas mais ricas do mundo.
Uma sociedade tão desigual na distribuição das riquezas seria viável em longo prazo? O relatório divulgado pela ONU afirma que 821 milhões de pessoas no mundo passam fome, uma a cada nove pessoas. O excesso de noticias chocantes no mundo globalizado, a fim de manter a audiência dos meios de comunicação, nos leva a perda da capacidade de indignação diante das cenas de injustiça e de decadência moral. O Iluminismo, pela razão, desenvolveu o pensamento de poder, o cristianismo, pela fé, o sentimento de amor. Juntando os dois podemos dizer: Penso e sinto, logo existo. Há paz em mim.
Infelizmente, muitos se acomodam, minimizando "à la Cazuza" as tragédias da vida: "Faz parte do show". O gasto com armamentos é mais de 200 vezes maior que o que se gasta para combater a fome. Em 1991, o mundo entrou em pânico, a URSS tinha um arsenal nuclear que podia destruir o planeta Terra várias vezes. Mikhail Gorbachev, último líder da União Soviética, agiu como estadista conseguindo dissipar a ameaça de uma 3ª. Guerra Mundial. O homem se sente mais respeitado pelo "poder de fogo" que possui do que pela dignidade que pensa ter. Não é o caso de Gorbachev que deve ser lembrado, com gratidão, como pacificador.
Tiago em sua carta nos pergunta: "De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês? Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês? Adúlteros, vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus?" O maior inimigo que temos de vencer está dentro de nós mesmos - o nosso "eu" rebelde. Paulo no 2º capítulo da carta aos Efésios diz que Jesus é a nossa paz, porque na sua morte Ele derrubou a parede de inimizade que nos separava do Pai.
Compartilhe

Mais vistos