Editorial
Publicada em 04/08/2020 - 01h21min

Cresce a expectativa

A semana começou com a esperança em alta para a atualização do Plano São Paulo de Retomada Econômica. Nesta sexta-feira, o governo do Estado faz uma nova classificação das regiões no programa de flexibilização, uma das mais esperadas. Depois de passar os regulamentares 28 dias na faixa amarela, as cidades poderão, dependendo de seu desempenho, avançar ao desejado estágio verde, que amplia a capacidade de atendimento presencial do comércio e serviços dos atuais 40% para 60%.
Os parâmetros de avaliação têm mostrado a evolução nos índices de ocupação de leitos de UTI Covid, número de casos confirmados e de óbitos por consequência do coronavírus. De acordo com os dados divulgados ontem, o Estado possuía 61,6% de ocupação de leitos Covid e 46% de leitos de enfermaria, enquanto a Grande São Paulo estava com 59,9% e 48,8% respectivamente.
Na coletiva realizada ontem, o governador do Estado, João Doria (PSDB), comemorou os índices atuais. "Pela segunda semana consecutiva, São Paulo tem queda de óbitos e internações pelo coronavírus. São boas notícias que nos enchem de esperança e precisam ser registradas, mas com prudência", disse.
Na região, os números relativos à pandemia também conspiram a favor. Mesmo que elevados, o total de 14.639 pessoas infectadas e de 990 óbitos, reportados ontem pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê, estão estabilizados na média diária. Em Mogi das Cruzes, por exemplo, que está com 247 mortos e 4.145 casos confirmados, a taxa de letalidade atual, de 5,9%, que já foi de 7% nos piores marcadores, vem caindo gradativamente enquanto o número de pessoas curadas, hoje de 2.411, está subindo proporcionalmente ao total de infectados.
Independentemente das estatísticas, é sabido - mas não admitido -, que há um plano político que se sobrepõe ao técnico. Como a capital paulista tem caminhado uma semana na frente das demais regiões do Estado na atualização do Plano São Paulo, mesmo com índices semelhantes às outras regiões, não será surpresa se, na sexta-feira, a cidade de São Paulo chegar à fase verde e o Alto Tietê tenha de aguardar, ao menos, mais sete dias para ser promovido.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Mais vistos