Editorial
Publicada em 28/07/2020 - 01h18min

Dirceu Sousa

Debate aberto

É indiscutível o potencial de Mogi das Cruzes para ter uma Secretaria de Turismo. A profusão da cidade no setor é imensa, principalmente pelas boas características da região, cortada em grande trecho pelo rio Tietê e sombreada pela qualidade da serra do Itapeti. Na semana passada, a discussão do tema foi levantada na Câmara Municipal, como mostrou reportagem na edição de domingo. De acordo com o vereador Pedro Komura (PSDB), um dos entusiastas da proposta, a criação de uma secretaria específica seria preponderante para atender o turista de final de semana.
Atualmente, o setor é administrado por meio de uma coordenadoria, abrigada na Secretaria de Cultura. No entendimento do grupo de vereadores favoráveis à ideia da secretaria, o desmembramento seria importante para se buscar verbas do Estado, a fim de incrementar o turismo na região. Vale lembrar que, em 2017, Mogi foi reconhecida como Município de Interesse Turístico (MIT) e, em novembro de 2018, o Estado decretou a Área de Proteção Ambiental (APA) Serra do Itapeti, um trecho com 5.138,94 hectares.
No mês passado, a Prefeitura de Mogi concluiu a construção do Mirante do Pico do Urubu, espaço que atrai turistas nos finais de semana, logicamente fora do período das restrições atuais da pandemia de coronavírus. O local é ideal para a prática de esportes radicais, como voos de asa delta e de ultraleve. O centro histórico da cidade também é palco do Expresso Turístico da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), uma viagem pela ferrovia, de São Paulo a Mogi, cujo roteiro prevê uma visita monitorada aos casarões e igrejas centenárias.
Há, porém, uma corrente contrária ao movimento. O titular da Pasta de Cultura, Mateus Sartori, acredita que a cidade não tem essa necessidade ainda. "Já estamos fazendo um trabalho de estruturação do turismo", justificou. O prefeito Marcus Melo (PSDB), disse que não tem planos, no momento, em promover o setor a secretaria. Em ano eleitoral, é um ótimo tema para ser discutido.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Mais vistos