Cidades
Publicada em 01/08/2020 - 01h38min

Thamires Marcelino
Arujá

Câmara ouvirá secretária de Saúde semana que vem

CEI criada pelos vereadores apura contratos os investigados pela Polícia Civil de Guarulhos

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara de Vereadores de Arujá, que apura possíveis irregularidades em contratos da Prefeitura licitados durante a atual gestão, deverá ouvir a secretária municipal de Saúde, Carmen de Araujo Pellegrino, na próxima quarta-feira. A oitiva estava marcada para ocorrer durante a manhã de ontem junto com o ex-secretário municipal de Saúde, Messias Covre, mas o procedimento foi adiado para a próxima semana. O adiamento ocorreu em razão da morte da mãe da secretária.
As oitivas terão início às 9h30, com transmissão ao vivo pelo canal da Câmara, no YouTube. Os gestores deverão ser questionados, entre outras coisas, sobre os contratos firmados com organizações sociais (OS) investigadas pela Polícia Civil de Guarulhos no âmbito da Operação Soldi Sporchi (Dinheiro Sujo, em português).
Na manhã de ontem, o vice-prefeito de Arujá, Márcio José de Oliveira (Republicanos), foi preso preventivamente pelo suposto envolvimento no desvio de dinheiro da Saúde municipal, pela Polícia Civil de Guarulhos.
"O ex-secretário municipal de Saúde deve dar seu depoimento a partir das 9h30, enquanto a Carmen Pellegrino deve iniciar sua fala às 11 horas. A participação presencial do público segue vedada em função da pandemia", informou a Câmara. Outro grupo criado por vereadores para investigar condutas ilegais é a Comissão Processante (CP), constituída em 15 maio deste ano, após o Plenário acatar denúncia do vereador Renato Bispo Caroba (PT).
Conforme explicou o parlamentar, a comissão investiga a conduta do prefeito, José Luiz Monteiro (MDB), e o vice pela suposta falta de transparência diante das investigações deflagradas pela Polícia Civil na Operação Soldi Sporchi. "Ambos não apresentam esclarecimentos sobre as ocorrências no município, não apenas no setor da Saúde como em todos os outros. As investigações policiais é um dos acontecimentos que eles não apresentaram satisfações, por exemplo", concluiu o vereador, na tarde de ontem.
Compartilhe

Mais vistos