Esportes
Publicada em 20/06/2020 - 21h01min

Estadão Conteúdo
Alemanha

Surto em frigorífico contamina mais de mil

Local onde trabalham 6,5 mil funcionários pertence à Tönnies, a maior processadora de carne do país; empresa foi fechada por duas semanas

Foto: Divulgação

Alemanha tem cerca de 190 mil casos de coronavírus e quase 9 mil mortos
Autoridades sanitárias da Alemanha confirmaram ontem que o número de pessoas infectadas com Covid-19 em um frigorífico na cidade de Gütersloh subiu para 1 029 - no início da semana, o total era de 600 contaminados.
O local, onde trabalham 6,5 mil funcionários, pertence à Tönnies, a maior processadora de carne do país.
O surto de infecções foi anunciado na quarta-feira. Desde então, o frigorífico foi fechado por duas semanas. De acordo com Sven-Georg Adenauer, conselheiro estadual do município de Gütersloh, no Estado da Renânia do Norte-Vestfália, não há registro de que o vírus tenha se espalhado para a cidade de 100 mil habitantes vizinha de Bielefeld, no centro da Alemanha.
Adenauer reclama que as autoridades não conseguiram rastrear cerca de 30% dos funcionários da empresa. "A confiança que temos na Tönnies é zero", disse. O diretor da empresa, Andres Ruff, afirmou que a demora para compartilhar os dados ocorre em razão das leis alemãs de proteção à informação.
De acordo com Adenauer, foram realizados 3.127 testes de diagnóstico no frigorífico e a um terço teve resultado positivo. Armin Laschet, chefe de governo do Estado da Renânia do Norte-Vestfália, acredita que o surto de Covid-19 possa ser contido com uma quarentena localizada, mas não descarta medidas mais radicais. "Se a coisa piorar, pode ser necessário decretar um novo lockdown na região", disse
A Alemanha tem cerca de 190 mil casos confirmados de coronavírus e quase 9 mil mortos - bem menos do que Espanha e Itália, os países mais afetados da Europa. A curva de contaminações vem caindo há algumas semanas, o que permitiu ao governo relaxar algumas medidas de isolamento social.

Compartilhe

Video

Mais vistos