Cidades
Publicada em 27/06/2020 - 20h09min

Thamires Marcelino*
Hospital de campanha

Quase 90% dos leitos em Mogi estão ocupados, diz Prefeitura

Cálculo foi feito com quantidade atual de vagas, 50, mas o percentual cai com a capacidade máxima de 200 leitos

O hospital de campanha de Mogi das Cruzes, inaugurado em 24 de maio para acompanhar os pacientes infectados pelo coronavírus (Covid-19), está com 88% de taxa de ocupação dos leitos com 44 pessoas internadas, de acordo com as informações da Secretaria Municipal de Saúde. Esse percentual, que beira os 90%, são vistos porque, inicialmente, foram instalados 50 leitos para atender os portadores do novo coronavírus, entretanto, segundo informou a Prefeitura durante o planejamento da unidade, a capacidade total do espaço chega a 200 leitos. Se considerada a quantidade de internações pela lotação máxima, a taxa de ocupação cai para 22%.
Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, nenhum óbito foi registrado desde a inauguração do local e 140 pessoas receberam alta e retornaram para casa, desde a abertura da unidade de retaguarda.
Demais cidades
Em Suzano, o hospital de campanha, também chamado Hospital de Quarentena, destinado ao atendimento de pacientes portadores do novo coronavírus, está com a taxa de ocupação abaixo dos 20%, atingindo anteontem o total de 18,75%, informou a Secretaria Municipal de Saúde. Na unidade, dos 80 leitos disponíveis, 15 estão sendo utilizados: três no setor de alta complexidade e estabilização e 12 no setor de enfermaria e observação.
Desde o início do funcionamento, no dia 30 de abril, 103 pessoas que deram entrada no local com sintomas da doença receberam alta. Também foram registrados cinco mortes. Por sua vez, em Ferraz de Vasconcelos, o hospital de campanha inaugurado em 21 de maio, está com 35% dos leitos semi-intensivos e 40% dos leitos Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados. Nos leitos de semi existem sete pessoas internadas e outras quatro nos de UTI. Na unidade, foram registrados óbitos pelo novo coronavírus, mas questionada pela reportagem, a prefeitura não informou os números de vítimas fatais acometidas pela doença.
A faixa de idade de internação é de pessoas entre 30 e 69 anos, conforme detalhou a Secretaria Municipal de Saúde de Ferraz.
Mais recente
A unidade de retaguarda de Itaquaquecetuba, a mais recente destinada ao tratamento de pacientes com a nova doença viral no Alto Tietê, tem 15% da sua capacidade de ocupação, com três pessoas internadas.
A prefeitura explicou que os pacientes lá internados têm entre 40 e 70 anos. O hospital começou a funcionar no dia 16 deste mês, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Jardim Caiuby, e no Centro de Saúde Infantil (CSI), na região central. A Secretaria de Saúde de Poá também foi procurada para atualização dos números da unidade local, mas não se manifestou até o fechamento desta edição.
*Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe

Video

Mais vistos