Cidades
Publicada em 29/06/2020 - 23h04min

Imunização bovina

Campanha de vacinação dafebre aftosa termina hoje

O prazo da Campanha de Erradicação da Febre Aftosa, do governo do Estado de São Paulo, termina hoje. Devem ser vacinados os bovídeos, que são os bovinos e bubalinos (búfalos), de todas as idades

Foto: Divulgação/PMMC

Devem ser vacinados bovinos e bubalinos (búfalos)
O prazo da Campanha de Erradicação da Febre Aftosa, do governo do Estado de São Paulo, termina hoje. Devem ser vacinados os bovídeos, que são os bovinos e bubalinos (búfalos), de todas as idades. No mesmo período, também é obrigatória a imunização das fêmeas bovinas e bubalinas contra a brucelose. O prazo de entrega da declaração da vacinação e da comprovação de vacinação contra a brucelose vai até 31 de julho - o procedimento de entrega é feito pelo sistema da Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave).
"Esta campanha de vacinação é importante para a saúde dos rebanhos, tanto no rebanho leiteiro quanto no de corte. É relevante que tenhamos animais com boa saúde e produtos de boa qualidade, mantendo alicerces mercadológicos", afirmou o secretário municipal de Agricultura, Renato Abdo.
A vacinação contra a febre aftosa é obrigatória. Deixar de vacinar e de comunicar a vacinação são atitudes sujeitas a multas de cinco Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps), o que dá
R$ 138,05 por cabeça por deixar de vacinar, e três Ufesps (R$ 82,83) por cabeça por deixar de comunicar. O valor de cada Ufesp é R$ 27,61.
De acordo com informações da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, a primeira providência para os criadores é adquirir as vacinas em estabelecimentos cadastrados na Coordenadoria de Defesa Agropecuária, já que todo estoque de vacina disponível no Estado para comércio durante a etapa da campanha é cadastrado pela revenda no sistema informatizado Gedave.
 
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos