Brasil e mundo
Publicada em 30/06/2020 - 00h25min

Agência Brasil
Novo surto

Pequim completa testes em um terço da população

Foto: Divulgação

Testagem em massa busca o controle da segunda onda
Pequim intensificou a realização de testes do coronavírus e já aplicou em cerca de um terço da população da capital até agora, disse uma autoridade no domingo, enquanto os governos tentam controlar um surto decorrente do mercado atacadista em meados de junho.
Até o meio-dia, Pequim já havia coletado 8,29 milhões de amostras de pacientes e completado 7,69 milhões de testes, disse Zhang Qiang, funcionário do Comitê Municipal de Pequim. "Isso significa que já testamos todas as pessoas que precisam ser testadas. Também estamos implementando triagens em larga escala para certas regiões e populações-chave da cidade e melhoramos nossa capacidade de testagem", disse.
A capital chinesa registrou seu primeiro caso do surto no mercado de Xinfadi e 311 pessoas na cidade, de mais de 20 milhões de habitantes, testaram positivo para o vírus desde então.
Segundo Zhang, os testes estão sendo realizados em lotes e incluem trabalhadores do mercado de Xinfadi e moradores dos bairros vizinhos. Estudantes, equipe médica da linha de frente e trabalhadores das indústrias de transporte, bancos, supermercados, entregas expressas e salões de beleza também serão testados.
Zhang acrescentou que a capacidade diária de testes de Pequim aumentou para 458 mil por dia.
A China reportou ontem mais sete infecções pelo novo coronavírus domésticas e mais cinco importadas. Todos os casos locais, segundo o governo chinês, ocorreram na capital Pequim. A cidade de Anxin, na província de Hebei, que fica a cerca de 145 quilômetros de Pequim e abriga em torno de 400 mil habitantes, retomou sua quarentena no último sábado para conter o alastramento da doença na região central da China. 13 casos relacionados ao surto do mercado de Xinfadi foram relatados na cidade, segundo a imprensa local. (A.B.)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos