Brasil e mundo
Publicada em 25/03/2020 - 23h41min

Estadão Conteúdo
Europa

Para OMS, Itália faz o que pode para conter epidemia

Avaliação do órgão internacional é que governo atua de forma correta para enfrentar o surto

Foto: Reprodução

Diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, elogiou decisão da Índia por quarentena
O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou enxergar sinais positivos em relação à contenção do coronavírus na Itália, epicentro da pandemia na Europa. "A Itália está fazendo tudo o que pode", destacou, durante entrevista, em Genebra, na Suíça.
Tedros também elogiou a decisão da Índia de impor quarentena total a toda sua população, ainda que o número de casos da doença do país ainda seja baixo. "Pedimos a todos os países que introduziram medidas de quarentena para aproveitar o período para atacar o vírus", instou.
O médico etíope reiterou que, junto com a Organização das Nações Unidas (ONU), a OMS lançou um programa para ajudar os países mais pobres em meio à pandemia. "Esta é mais que uma crise de saúde, e estamos comprometidos a trabalhar juntos para proteger as pessoas mais vulneráveis ao vírus e suas consequências", ressaltou Tedros, que convocou ainda os países do G20 a ajudar as nações de baixa renda.
Segundo o diretor-geral, o Fundo de Resposta Solidária da Covid-19, criado há duas semanas, recebeu mais de 200 mil doações. "O Fundo já arrecadou mais de US$ 95 milhões", revelou.
Tedros saudou, ainda, decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) de adiar em um ano os Jogos Olímpicos de Tóquio, "uma decisão dura, mas inteligente" e o pedido da ONU por um cessar-fogo global enquanto durar a epidemia.
Medicamento
A Roche Holding AG informou ontem que está trabalhando para acelerar a produção de uma droga que pode ser usada para tratar pacientes com coronavírus, assim como de um teste de diagnóstico para a doença.
O grupo farmacêutico, que tem sede em Basileia, Suíça, disse prever um potencial aumento na demanda pela Actemra, que está na fase 3 de um estudo para avaliar sua segurança e eficácia em adultos hospitalizados com pneumonia causada pelo vírus.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos