Esportes
Publicada em 05/02/2020 - 01h09min

Basquete

Mogi encara o Brasília hoje pelo NBB

Foto: Maria Gabriela Junqueira

João Pedro está liberado para retornar aos treinos
Depois de três partidas seguidas em casa e três vitórias duríssimas contra o Basquete Cearense, Franca e Unifacisa, o Mogi das Cruzes Basquete enfrenta hoje o Brasília, na capital federal, às 20h15, pelo Novo Basquete Brasil (NBB). No confronto do primeiro turno, a equipe mogiana garantiu a vitória no Ginásio Hugo Ramos por 93 a 84. O time está na terceira colocação, com 14 vitórias em 19 jogos e 73,7% de aproveitamento, mesmo número do vice-líder Franca. O Flamengo, próximo adversário em casa do Mogi, lidera a competição.
Ontem, enquanto o elenco viajava para Brasília, o pivô João Pedro Demétrio e o armador Alexey Borges passaram por uma avaliação isocinética para medir a força física no Laboratório de Estudo do Movimento (LEM) do Hospital das Clínicas, em São Paulo, vinculado à Faculdade de Medicina da USP. Após os exames, João Pedro foi liberado pelo departamento médico do clube para treinar sem restrições com o grupo.
A avaliação nos jogadores foi custeada pelo Instituto Mogiano de Ortopedia e Traumatologia (Imot), patrocinador do time, e tem o objetivo de mensurar a potência muscular de cada articulação do corpo. No caso dos dois, nos braços e nos joelhos. "É um exame que consegue medir a força muscular de cada articulação do corpo. Cada um fez o exame do segmento que foi operado: o Alexey do joelho e o João Pedro do cotovelo. O exame é feito em ambos os lados para termos um comparativo e identificar se tem um desbalanço muscular. Esse é um dos parâmetros para retorno ao esporte", explicou o médico Marcel Annichino.
O pivô João Pedro sofreu uma ruptura no tendão do bíceps do cotovelo esquerdo durante o treino no dia 12 de outubro. Já o armador Alexey Borges sofreu uma lesão no menisco após um entorse no dia 28 de outubro. "O Alexey está dentro do esperado para três meses de cirurgia. Ele está forte, porém tem um mínimo déficit de força que precisa ser melhorado antes da liberação. Uma musculatura potente é o que garante a segurança da cirurgia. O João Pedro teve um resultado excelente. Já está em condições de treinar sem restrições. O próximo passo é voltar a treinar com bola, depois participar dos coletivos e voltar a jogar no NBB", ressaltou o médico.
O pivô Luís Gruber, que rompeu o ligamento do joelho no dia 15 de janeiro, já passou por cirurgia e segue em recuperação. O camisa 20 só voltará às quadras na próxima temporada. Além dele, o armador Lucas Lacerda, com uma fratura no pé esquerdo, também desfalca a equipe e deve ficar afastado por, pelo menos, oito semanas.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos