Esportes
Publicada em 04/02/2020 - 00h20min

Basquete

Após bater Unifacisa, Mogi enfrenta o Brasília amanhã

Foto: Antonio Penedo/ Mogi Basquete

André Góes fez a cesta decisiva no estouro do tempo
Depois de uma virada histórica no último domingo contra o Unifacisa por 96 a 94, com uma bola salvadora de três pontos do ala André Góes no estouro do cronômetro, o Mogi das Cruzes Basquete volta a jogar pelo Novo Basquete Brasil (NBB) amanhã, fora de casa, diante do Brasília, às 20h15.
Na partida de domingo, no Ginásio Hugo Ramos, o time visitante iniciou melhor e abriu uma vantagem de oito pontos no primeiro quarto (24 a 16). No segundo período, o Mogi encostou no placar, fechando em 27 a 25. Na volta do intervalo, o time do técnico Jorge Guerra, o Guerrinha, dominou o terceiro quarto com 10 pontos à frente (28 a 18). No período final, o time nordestino retomou o jogo, chegando a abrir 14 pontos a dois minutos e meio do fim, mas os mogianos reduziram a diferença (27 a 25) no placar e viraram no estouro do tempo.
Os destaques da partida foram os alas, Danilo Fuzaro, com 27 pontos, cestinha da partida, e 26 de eficiência e André Góes com 25 pontos, oito rebotes, oito assistências e 36 de eficiência. Depois deles vieram o armador, Fúlvio Chiantia, com 17 e sete assistências, o ala-pivô, Alexandre Paranhos, com 11 pontos e seis rebotes, e Fabricio Russo, com oito pontos e sete rebotes.
"Estávamos com o jogo quase perdido e ninguém parou de acreditar. Acho que essa última bola é mérito meu, mas muito vai da confiança dos jogadores em mim. A bola escapou duas vezes, não era a minha primeira escolha um chute de três, mas ela caiu para finalizar uma partida que a gente teve muito brilho de recuperar", destacou André Góes.
O treinador Guerrinha deixou o comando da equipe no segundo quarto após levar a segunda falta técnica. A equipe ficou sob o comando do assistente técnico Danilo Padovani.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos