Brasil e mundo
Publicada em 11/01/2020 - 21h28min

Confirmado

Avião ucraniano foi abatido por míssil no Irã por engano

O Irã reconheceu ontem que suas forças armadas "involuntariamente" derrubaram o avião ucraniano que caiu no início desta semana, matando todos os 176 a bordo, depois do governo do país ter negado repetidamente as acusações de que era responsável pela tragédia.
O avião foi abatido na quarta-feira, horas após o Irã lançar um ataque contra duas bases militares que abrigavam tropas dos EUA no Iraque.
Uma declaração militar realizada por meio da mídia estatal disse que o avião foi confundido com um "alvo hostil" depois que tomou a direção de um "centro militar sensível" da Guarda Revolucionária. Os militares estavam em seu "nível mais alto de prontidão", segundo o comunicado.
"Em tal condição, por causa de um erro humano e de maneira não intencional, o voo foi atingido", disseram os militares. O governo se desculpou e prometeu atualizar seus sistemas para evitar futuras tragédias. Os responsáveis pelo ataque ao avião serão processados, acrescentou o comunicado.
O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, expressou suas "profundas condolências" pelas famílias das vítimas e instou as forças armadas a "apurar prováveis deficiências e culpados no doloroso incidente". (E.C.)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos