Cidades
Publicada em 02/12/2019 - 23h15min

Suzano e Mogi

Categoria promete greve contra propostas do governo

Foto: Mariana Acioli

Servidores devem ir até a capital realizar os protestos
Professores da rede estadual de ensino de São Paulo de Mogi das Cruzes e Suzano irão realizar hoje uma greve contra as propostas apresentada pelo governador João Doria (PSDB) que visa fazer alterações na reforma da Previdência estadual e no plano de carreira da categoria
De acordo com a coordenadora da subsede do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeosp) de Mogi, Inês Paz, a manifestação é uma maneira de pressionar os deputados votarem contra o projeto. "A greve irá acontecer nos dias em que estiverem em tramitação a proposta e o projeto até que esses projetos sejam impedidos e retirados".
Para Ana Lúcia Ferreira diretora da Apeoesp de Suzano, que também irá se reunir em São Paulo, os professores devem se engajar contra essas medidas. "Todo mundo está muito quieto sobre o assunto, precisamos que os funcionários públicos se movimentem, fazendo com que isso não seja votado", enfatizou.
As subsedes de Mogi e de Suzano irão reunir professores e pessoas do município que queiram manifestar contra os projetos. A ideia é levar todos para São Paulo, onde o encontro deve acontecer com outras subsedes também, no entanto, não há expectativa de quantos profissionais devem aderir à greve nos dois municípios.
Algumas mudanças propostas pelo governo é aumentar a idade mínima de trabalho para as mulheres, o tempo de contribuição, reduzir em 40% o salário integral para quando os professores se aposentarem e elevar de 11% para 14% a alíquota de contribuição dos professores para a SPPrev. (N.T.)
*Texto supervisionado pelo editor.
 
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos