Esportes
Publicada em 12/10/2019 - 20h59min

Estadão Conteúdo
Brasileirão

São Paulo pega o Timão hoje à noite no Morumbi

Sem chances de brigar por um título na competição nacional, clubes paulistas lutam agora por uma vaga direta na Copa Libertadores da América

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Times possuem ataques sem brilho e têm mostrado fracas atuações ultimamente
São Paulo e Corinthians sabem que o título do Brasileirão é quase impossível e o que restou foi brigar por uma vaga direta à Copa Libertadores. Com um futebol de desanimar até os seus mais fanáticos torcedores, as equipes se enfrentam hoje às 18 horas, no Morumbi, pela 25ª rodada do campeonato, disputando a quarta posição na tabela.
Os times vêm de fracas atuações nos últimos jogos e apresentam, basicamente, os mesmos defeitos. O setor defensivo está organizado, mas o ataque pouco produz. São Paulo e Corinthians criam pouco, finalizam pouco e por isso estão entre os piores ataques da competição. A equipe tricolor tem 25 gols em 24 jogos na competição, com média de 1,04. O time do técnico Fábio Carille balançou as redes duas vezes a mais e tem média de 1,12.
"Eu mesmo estou me criticando. Estou me cobrando, treinando e trabalhando. Acho normal. Cria-se uma expectativa de ganhar tudo e não estamos preparados para isso. Ganhamos o Paulista jogando mais. Estamos precisando jogar mais. Melhora vem com o treino. O grupo sabe que precisa melhorar", admitiu o técnico do Corinthians.
Fernando Diniz, o treinador do São Paulo, chegou recentemente e ainda não teve tempo para colocar seu estilo de jogo em prática. "Vamos evoluir pouco a pouco. De treinos tivemos quatro ou cinco táticos. Estamos tomando cuidado com a carga. Tivemos de treinar um pouco o time para jogar como está jogando", comentou.
Para piorar, as duas equipes terão desfalques importantes no setor ofensivo. Pedrinho e Antony estão com a seleção olímpica e Daniel Alves foi chamado para a seleção principal. O São Paulo ainda não terá Pablo, que teve confirmada uma lesão muscular e o Corinthians não contará com Junior Urso, com problema na panturrilha.
Com os desfalques e com um retrospecto ruim nos últimos jogos, Carille admite que o título está bem distante. "Muito difícil. Impossível? Não. Mas difícil pelo que estamos jogando. Já fizemos reuniões para discutir reforços. O que eu penso, a diretoria também pensa. Isso é legal para a gente caminhar para o mesmo lado. A gente sabe que precisamos de jogadores com ambição, que incomodem o adversário, que busquem o gol para jogar perto do camisa 9", lamentou o treinador. Diniz prefere ainda não apontar culpados pelo mau desempenho.
Compartilhe

Video

Mais vistos