Opinião
Publicada em 08/07/2019 - 22h33min

Corredor da salvação

Ainda no século passado, lá pelos anos 1980, já se falava da necessidade de uma nova ligação entre Mogi das Cruzes e Suzano para desafogar o então trânsito congestionado da região na rodovia Henrique Eroles (SP-66), a antiga São Paulo-Rio de Janeiro. Neste sábado, quase 40 anos depois, o Corredor Leste-Oeste será finalmente liberado por completo à população, abrindo uma nova alternativa de circulação para os veículos com trânsito menos intenso, passando pelos distritos de Jundiapeba e Braz Cubas.
A obra do trecho final compreendeu três etapas distintas. As duas primeiras, as avenidas Tenente Onofre de Aguiar e Guilherme George, já eram vias existentes, mas que precisaram passar por adequação física para se adaptar às necessidades atuais de operação. A terceira, a Avenida das Orquídeas, foi concluída recentemente e só dependia de uma certificação da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cestesb), o que ocorreu no mês passado. Com isso, a estrada não possui apenas as características modernas de estrutura, segurança e sinalização, mas está dentro dos conceitos mais atuais de integração com o meio ambiente, preservando o bem-estar dos animais silvestres habitantes da região.
Com uma extensão completa de nove quilômetros, o empreendimento teve um custo de quase R$ 100 milhões, o que representa perto de R$ 11 milhões por quilômetro de estrada. Por absorver um tráfego de veículos pesados para atender a demanda de diversas indústrias estabelecidas no percurso, a rodovia apresentou um custo-benefício razoável para uma obra pública. Assim, a expectativa da liberação de espaço na SP-66 para os veículos leves é grande. Atualmente, em horários de pico, circular entre o centro comercial dos dois municípios é um sofrimento que demora mais de uma hora. Uma eternidade para os 17 quilômetros que separam as cidades.
A importância do Corredor Leste-Oeste é imensa. Mesmo que tenha demorado quatro décadas, ele ainda representa a proposta sensata do planejamento viário, que unifica princípios modernos de segurança com a redução do tempo de viagem.
Compartilhe

Video

Mais vistos