Esportes
Publicada em 08/06/2019 - 20h27min

Mais um teste

Brasil e Honduras fazem amistoso

Foto: ALE CABRAL/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

Jogo é tido como um teste final para encontrar acerto
A menos de uma semana para a estreia na Copa América, o técnico Tite começa hoje a ver como a seleção brasileira se comporta em campo sem a presença de Neymar, cortado da equipe por lesão no tornozelo direito. O amistoso contra Honduras, às 16 horas, no Beira-Rio, em Porto Alegre, serve como teste final para o time encontrar um novo acerto.
Desde a chegada ao cargo de técnico da seleção, em 2016, Tite dirigiu a equipe em 35 partidas e poucas vezes não contou com Neymar. O treinador só não pode escalar o atacante em oito ocasiões, sete delas em amistosos e apenas uma em um jogo oficial: diante da Venezuela, nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.
Por isso, a preocupação do Brasil agora é desenvolver uma estratégia de jogo que não seja mais dependente do camisa 10. "Ele era nossa referência técnica, mas nossa seleção no coletivo e no conjunto é muito forte. Temos peças para suprir nossas necessidades", disse o volante Arthur.
A tendência é o treinador voltar a testar Everton, do Grêmio, na vaga de Neymar, assim como fez no amistoso de quarta-feira, contra o Catar. A expectativa contra Honduras é avaliar como o estilo de jogo da seleção vai mudar sem ter a principal estrela e sem ter de encarar uma marcação especial do adversário em cima de um jogador específico.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos