Esportes
Publicada em 06/06/2019 - 17h08min

Felipe Antonelli*
cereja do bolo

Colômbia tem geração de ouro em busca de título

Boa safra de jogadores fez bonito em 2014, mas ainda não levantou taça; chegou a hora?

Tudo indica que a Colômbia deve aproveitar o último gás de sua boa geração para buscar um segundo título da Copa América. O trabalho que ganhou repercussão mundial, teve a Copa do Mundo de 2014 como ponto alto, com a classificação para as quartas de final do torneio, perdendo justamente para os donos da casa, os brasileiros.
Na Copa da Rússia, a seleção saiu logo nas oitavas, nos pênaltis, eliminada pela Inglaterra, após um jogo duro. De lá para cá, boa parte do elenco se manteve, mas houve mudança no comando técnico com a saída do experiente José Pekerman e a chegada do treinador português Carlos Queiroz.
Não seria uma surpresa tão grande se a seleção da Colômbia chegasse à final do torneio, e até o conquistasse. Assim como a brilhante geração chilena foi coroada com títulos, os amantes do futebol adorariam ver a Colômbia no mesmo patamar.
James Rodriguez, talvez maior ídolo desta geração, vem ao Brasil para a disputa da Copa América após uma boa temporada na Alemanha, com o campeão Bayern de Munique. Outro personagem que ganha destaque pelas boas atuações à frente da seleção colombiana é um velho conhecido da torcida brasileira. Trata-se do zagueiro-artilheiro Yerry Mina, campeão brasileiro com o Palmeiras há três anos.
Na última edição da Copa América, mais uma boa atuação da seleção colombiana. A equipe parou na semifinal contra o Chile, que viria a ser a campeã. Mas, dessa vez, a equipe enfrentará uma pedreira logo na estreia na competição, quando enfrenta a forte Argentina.
A cereja do bolo para a seleção colombiana seria a conquista de um título de expressão, como a Copa América. As incertezas depositadas na seleção cafeteira, porém, são grandes e resta para essa geração de ouro fazer bonito no Brasil.
* Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe

Video

Mais vistos