Autonews
Publicada em 25/05/2019 - 16h49min

Futuro

GM já pensa em carro elétrico e com autonomia

O presidente mundial da General Motors (GM), Mark Reuss, anunciou, nos Estados Unidos, o lançamento de uma nova arquitetura eletrônica veicular que irá viabilizar a chegada de uma nova geração de veículos elétricos e de sistemas mais avançados de condução autônoma, de conectividade e de segurança ativa.
Esses pontos, por sinal, são pilares considerados fundamentais para a visão de futuro da GM, de zero acidente, zero emissão e ainda zero congestionamento.
Com o salto evolutivo que darão os automóveis nos próximos cinco a dez anos, crescerá consideravelmente o fluxo de dados necessários para que todos os novos equipamentos funcionem integrados entre si e se conectem também com sistemas externos de trânsito.
Lançamento
A nova arquitetura eletrônica veicular anunciada pela General Motors estreia no Cadillac CT5 , modelo que chega às lojas da marca no final deste ano e deve equipar globalmente a maior parte dos veículos da companhia até 2023.
Essa tecnologia é composta por um sistema eletrônico inteligente capaz de processar até 4,5 terabytes de dados por hora - cinco vezes mais do que a arquitetura corrente. Outra inovação é a capacidade de atualização remota de sistemas e suas funcionalidades por toda a vida útil do veículo, similar ao que já acontece com smartphones.
Além disso, a inovação da GM proporciona mais rápida comunicação entre os sistemas do próprio veículo e entre fontes externas, graças às conexões de internet de 100Mbs, 1Gpbs e 10Gbps. "A eletrônica tem cada vez mais relevância em nossos veículos", disse Mark Reuss. "Nosso novo conceito de arquitetura digital veicular vai dar suporte às inovações futuras em uma ampla gama de avanços, incluindo a democratização dos veículos elétricos e autônomos", finalizou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos