Esportes
Publicada em 13/03/2019 - 00h20min

Ex-presidente do Vasco

Eurico Miranda morre aos 74 anos

O ex-presidente do Vasco, Eurico Miranda, faleceu ontem no Rio de Janeiro. A causa da morte do dirigente não foi revelada oficialmente, mas ele vinha sofrendo com problemas de saúde nos últimos anos, o que incluía um tumor na cabeça. Ontem, passando mal, deu entrada no Hospital Vitória, no bairro da Barra da Tijuca, no Rio, mas não conseguiu sobreviver.
Mesmo debilitado, Eurico nunca se afastou da política do Vasco, tanto que exercia o cargo de presidente do Conselho de Beneméritos do clube. Mas não vinha mais participando de eventos públicos, deixando de acompanhar os jogos em São Januário. Nas últimas aparições, era visto quase sempre em cadeiras de rodas e apresentava dificuldades para falar. Em anos recentes, havia vencido um câncer na bexiga e outro no pulmão.
Polêmico e alvo de diversas denúncias, Eurico é um dos mais conhecidos dirigentes da história do futebol brasileiro e do Vasco, tendo presidido o clube de 2003 a 2008 e de 2015 a 2017. Mas sua participação na gestão do time carioca foi muito além desse período, tendo cargos como presidente do Conselho Deliberativo e de vice-presidente de futebol.
Filho de portugueses, Eurico era advogado e começou a atuar no Vasco na década de 1960. As primeiras atitudes de maior repercussão foram nos anos 1980, quando o dirigente contribuiu para o clube conseguir o retorno do atacante Roberto Dinamite, que estava no Barcelona. Na mesma década, ele articulou duas negociações importantes para o Vasco: a venda de Romário para o PSV Eindhoven, da Holanda, e a compra de Bebeto, que pertencia ao Flamengo. (E.C.)
Compartilhe

Video

Mais vistos