Cidades
Publicada em 14/03/2019 - 03h57min

Thamires Marcelino*
Apoio

Secretaria da Saúde envia equipe de médicos

A Secretaria de Estado da Saúde enviou ontem para o Centro de Ação Psicossocial (Caps) de Suzano um psicólogo e dois psiquiatras após o atentado que matou dez pessoas e deixou outras 11 feridas. Os três profissionais já estão prestando auxílio e apoio para as famílias das vítimas do massacre ocorrido na manhã de ontem, na Escola Raul Brasil. Segundo a secretaria, os agentes do Caps também estão atuando para ajudar as famílias.
O atentado deixou dez mortos e 11 pessoas machucadas. Um desses feridos é um estudante de 18 ano que foi atingido pelos agressores com uma machadinha e conseguiu ir a pé para um hospital próximo ao local do crime. Embora seu estado de saúde fosse considerado grave naquele momento, o rapaz conseguiu falar com os médicos e depois seguiu para a cirurgia. Ele foi operado e segue internado.
Os corpos das vítimas foram entregues ao Instituto Médico Legal (IML) de Suzano. Um dos atiradores matou o outro e depois se matou, segundo informações da polícia. Os corpos dos dois autores dos disparos foram levados ao IML de Mogi das Cruzes.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que foram registrados 11 feridos até a tarde de ontem, entre 14 e 20 anos.
*Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos