Polícia
Publicada em 04/12/2018 - 22h09min

Katia Brito
Facadas

Mulher é morta pelo ex-marido em Ferraz

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito teria assassinado a ex-esposa, de 32 anos, na frente de um dos filhos do casal, o caçula, de apenas 2 anos

Foto: Juliana Oliveira/Mogi News

Momentos após o assassinato, o suspeito foi localizado próximo à cena do crime
A região registrou na manhã de ontem mais um caso de feminicídio. No bairro Vila Bianchi, em Ferraz de Vasconcelos, o ex-marido teria matado Leia Dias Prestes, de 32 anos, a facadas. O casal estava separado e tinha três filhos. Segundo informações da Polícia Militar, o caçula de dois anos teria presenciado o crime. 
Douglas Ailton de Souza, de 31 anos, ex-marido da vítima, foi encontrado por policiais durante patrulhamento pela rua Brasilino Rodrigues, no mesmo bairro. Ele tinha manchas de sangue nas mãos e na roupa. A equipe foi informada de uma vítima com ferimento de arma branca, e o homem teria confessado que matou a ex-mulher após uma discussão. Souza tem passagem por fruto e porte de entorpecentes. Vizinhos teriam dito que ele e a ex-mulher seriam usuários de drogas.  
Familiares da vítima teriam informado aos policiais que ela tinha uma medida protetiva contra Souza. Na versão do suspeito, o casal estava morando em casas separadas, porém, na noite anterior ao crime, eles haviam ficado juntos. Pela manhã, segundo ele, Leia disse que estaria em outro relacionamento, o que teria motivado um desentendimento e o ataque com uma faca. Como estava ferido na mão, o homem foi conduzido ao Hospital Regional Dr. Osíris Florindo Coelho, de Ferraz, e depois de liberado ele preso e encaminhado à Delegacia Central. 
Estado
De acordo com dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), em outubro dez mulheres foram vítimas homicídios, enquanto no mês anterior foram sete. Também houve aumento nos casos de lesão corporal de 3.919 para 4.450 ocorrências, assim como o número de estupros, que subiu de 48 para 84. O número de tentativas de homicídio, porém, caiu no período, de 30 para 28, e os casos de ameaça, de 5.291 para 4.540 ocorrências.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos