Polícia
Publicada em 01/12/2018 - 20h57min

Lílian Pereira
Estatísticas

Estupro de vulnerável cresce 29% nas principais cidades

Ocorrências com vítimas crianças e adolescentes aumentaram em Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba e Suzano

Os casos de estupro aumentaram na região, com destaque para ocorrências com vítimas menores de idade, registradas como estupro de vulnerável. De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), as ocorrências nas cidades de Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano em outubro de 2017 somaram 192 casos, já este ano, chegaram a 268, o que representa uma alta de 29%. Por outro lado, houve 91 casos de estupro de adultos, contra 84 no mesmo período, ou seja, um aumento de 8%.  
O crime de estupro de vulnerável foi criado com a Lei 12.015 de agosto de 2009, substituindo o artigo 224 do Código Penal que tratava da presunção da violência contra menores. Com a mudança, passou a ser considerado de fato um crime. A comparação entre outubro de 2017 contra o mesmo mês deste ano, revela que Itaquá registrou o maior número de casos, saltando de 52 casos para 87, ou seja, um aumento de 67 pontos percentuais. Mogi, que apresentou 44 ocorrências em 2017, passou para 74, e Suzano, de 43 para 65 ocorrências. Embora contribuam para o aumento regional, em Ferraz e Poá, os casos diminuíram 34% e 4%, respectivamente.
Os casos de estupro envolvendo apenas adultos também aumentou na região. Mogi das Cruzes foi a cidade que mais registrou ocorrências, embora o número tenha se mantido no período, sendo registradas 24 ocorrências outubro de 2017 e o mesmo número neste ano. Suzano, porém, apresentou um aumento expressivo nos casos, já que ano passado foram 18 e neste ano, 23, representando um aumento de 27%.
Em Ferraz, também houve aumento de dez pontos percentuais, ou seja, em outubro do ano passado foram dez ocorrências de estupro, e no mesmo mês deste ano, 11. O aumento em Poá foi de 120 pontos percentuais, passando de cinco casos no ano passado, para 11 este ano.
A única cidade que apresentou queda foi Itaquá, com 18%. Em 2017, foram 27 casos contra 22 neste ano.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos