Opinião
Publicada em 05/12/2018 - 22h39min

Cedric Darwin

É horrível

"É horrível ser patrão no Brasil", eis a última pérola do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Saímos de um governo trabalhista, ao menos no nome, para um governo, que indica ser patronal. A primeira medida emblemática foi a extinção do Ministério do Trabalho. Note-se que era o ministério do empregado, mas do Trabalho que atende tanto o empregado como o empregador.
Bolsonaro nunca foi empregado, foi oficial militar e depois político. Não sabe o que é ter patrão. Afirmou, também, que a reforma trabalhista deve ser aprofundada. No Brasil não é fácil ser patrão, mas horrível depende do ponto de vista. O problema do patrão no Brasil é o sócio que cobra muito, não ajuda em nada e atrapalha bastante. Esse sócio é o governo, que será presidido por Bolsonaro. O grande entrave para geração de empregos são as amarras burocráticas e os encargos que o governo impõe aos patrões. O problema não são os direitos dos empregados, mas os encargos cobrados sobre esses direitos.
O aprofundamento da Reforma Trabalhista deve mirar o caixa do próprio governo, com a redução da tributação e dos encargos sociais sobre a folha de pagamento. Aliado a uma legislação especial, simplificada e adequada para o micro e pequeno empregador, que absorvem a grande massa de mão de obra brasileira, mas isso dificilmente ocorrerá.
É provável que os 27 anos de mandato parlamentar do presidente eleito tenham criado um isolamento da cruel realidade brasileira de miséria, desemprego e desalento, a qual será formalmente apresentado no dia 1º de janeiro de 2019. Sentado na cadeira com a sua "BIC" nas mãos, constatará que nosso país é muito mais complexo do que imagina.
Extremismos em favor do empregado ou do patrão geram rupturas e isso é tudo o que não precisamos. Horrível para o patrão é ter o governo como sócio. Não ouvimos o presidente falar de reformas que realmente resolvam o de nossa economia, como a Tributária. O problema do Brasil não são os empregados e seus direitos e sim o sócio obrigatório e seus impostos.
Compartilhe

Video

Mais vistos