Esportes
Publicada em 01/12/2018 - 20h57min

Estadão Conteúdo
Campeão

Palmeiras encerra temporada diante do rebaixado Vitória

Clube recebe hoje a taça, as medalhas e os aplausos da torcida, fechando um ano vitorioso pelo bom planejamento

Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Dudu teve propostas tentadoras da China, mas diretoria apostou na permanência
O campeão brasileiro de 2018 recebe hoje a taça, as medalhas e os aplausos de sua torcida por um feito que começou a conquistar bem antes do início da competição, em abril. O Palmeiras que encara o Vitória, às 17 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, iniciou a sua campanha ao decidir manter a base do elenco de 2017 e apostar em um planejamento antecipado em busca de reforços pontuais. A base do grupo que subirá ao pódio ao fim da partida não passou por grandes modificações desde o ano passado.
Dos 28 atletas do time profissional, 17 estavam no Palmeiras no fim de 2017. O restante se distribui entre retornos de empréstimos, promoção das categorias de base e contratações feitas com antecedência. Nomes como Lucas Lima, Diogo Barbosa e Weverton tinham as chegadas encaminhadas em novembro, antes mesmo do fim do Brasileirão passado. "Com um período maior para trabalhar, há mais tempo para ajustar a equipe, mais tempo de preparação", ressaltou o presidente reeleito Mauricio Galiotte.
A antecipação do planejamento incluiu ainda a contratação do treinador. Em novembro de 2017, a diretoria trouxe Roger Machado para participar da montagem do elenco e começar a ter contato com os jogadores. Embora o treinador tenha sido demitido em julho deste ano, a estrutura do clube não mudou.
Ao longo da temporada, o Palmeiras fez somente duas contratações, ambas para a defesa. Os zagueiros Nico Freire (uruguaio) e Gustavo Gómez (paraguaio) assinaram vínculo por empréstimo, de modo a fazer com que o Palmeiras não gastasse valores elevados.
"O Palmeiras se preparou para chegar a esse patamar. É um time que planeja o que vai fazer. Desde que cheguei ao clube, em 2015, a gente sabe quais são os objetivos", explicou o atacante Dudu. A permanência do jogador no elenco é um exemplo de outra parte do trabalho de planejamento. A diretoria também atuou na manutenção dos principais nomes da equipe. Dudu teve propostas tentadoras da China e foi convencido a ficar. Não foi um trabalho de seis meses. É um planejamento de quatro anos e permanente.
O trabalho encontrou como aliado Luiz Felipe Scolari. Ao confiar na força do elenco, ele promoveu um rodízio de atletas e fez o clube ser semifinalista de duas competições e chegar ao título nacional com folga.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos