Cidades
Publicada em 06/12/2018 - 23h01min

Lílian Pereira
Polo Digital

Startups incubadas concluem primeira etapa de mentoria

As dez startups que estavam incubadas no Polo Digital de Mogi das Cruzes se habilitaram na manhã de ontem após quatro meses recebendo orientações e fortalecendo a empresa para o mercado de trabalho. A próxima fase será a incubação por mais nove meses, quando continuarão a desenvolver o projeto. O evento aconteceu na sede do Polo e contou com a presença de um dos principais investidores anjo do Brasil e CEO (diretor-executivo) da Bossa Nova Investimentos, João Kepler. A iniciativa do projeto surgiu de uma parceria da prefeitura com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em agosto deste ano.
Para Kepler, não basta o empreendedor entender apenas da empresa, mas sim, entender como pensa o investidor, já que é por esse caminho que ele irá conseguir, na maior parte das vezes, estimular o crescimento da empresa. "As oportunidades surgem para quem aparece para elas. Então, vim até Mogi para falar com os empreendedores locais e entender o que está acontecendo aqui. Por outro lado, para o empreendedor é muito importante também entender como pensa o investidor, saber o que ele está buscando", disse.
Com essas ações, o Alto Tietê está inserido no Ecossistema de Inovação do Estado de São Paulo, de acordo com o gerente regional do Sebrae na região, Sergio Gromik. "É a grande comunidade de inovação de startup da região. Hoje (ontem) é um ciclo que se encerra, mas na verdade já vem dentro de um conjunto de ações. Vamos continuar com o Speed Mentoring que é um programa para ajudar quem tem uma ideia, mas ainda não tem o produto", ressaltou.
Atualmente, as startups que participam do programa são: Bikepacker, Corta Fila, KAR4KIDS, Magisteria, Mia, Nell Technology, Octano, Orça Fácil, 77 Drive e Sua Nfe. Durante os quatro meses de mentoria, todas participaram de oficinas e workshops. O coordenador do Polo Digital, Rodrigo Garzi, afirmou que os primeiros quatro meses de incubação das empresas são o "pontapé inicial do ciclo de um ano que ficarão aqui". "Quando o Sebrae queria trazer um programa de startup para cá, nos procurou, se achávamos que combinada com o polo e combina muito. Vamos dar continuidade, tentando conectá-los no mercado de trabalho", concluiu.
Compartilhe

Video

Mais vistos