Brasil e mundo
Publicada em 08/11/2018 - 23h32min

Estadão Conteúdo
Aumento dos ministros

Dias Toffoli comemora aprovação

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ministro se encontrou com presidentes de tribunais
Em reunião com presidentes dos Tribunais de Justiça dos Estados no Supremo Tribunal Federal (STF) na manhã de ontem, o presidente da Corte Suprema, ministro Dias Toffoli, disse que o pagamento do auxílio-moradia "era um ônus que estava recaindo sobre toda a magistratura". Ele reafirmou que, com a aprovação do reajuste do Judiciário, o STF poderá resolver o assunto.
"Com essa recomposição, nós poderemos, a partir de agora, enfrentar e resolver a questão do auxílio-moradia", disse.
Ao abrir o encontro, Toffoli falou em "felicidade" ao citar a aprovação do projeto e foi aplaudido pelos chefes dos tribunais. O reajuste de 16,3% no salário dos ministros e dos membros da Procuradoria-Geral da República (PGR) foi aprovado anteontem pelo Senado. "Agradeço as senhoras e senhores que atuaram junto ao Congresso Nacional no sentido de deixar claro o quão justo e correto era essa revisão, uma vez que, na verdade, trata-se de uma recomposição de perdas inflacionárias de um período já bastante antigo."
Considerado o teto do funcionalismo, a remuneração passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil mensais. Os dois projetos que previam os aumentos já haviam sido aprovados na câmara e agora seguem para a sanção presidencial.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos