Autonews
Publicada em 20/10/2018 - 21h36min

Era moderna

Porsche Taycan: o primeiro esportivo elétrico da marca

Apresentado como carro conceito 'Mission E', nome será trocado e pode ser traduzido como "jovem cavalo vivaz"

O Mission E foi o primeiro conceito da marca de esportivos da Alemanha que direcionou os novos caminhos do fabricante para o futuro mercado de carros elétricos, mas ele não será chamado assim. Oficialmente, a empresa de Zuffenhausen anunciou hoje seu nome e este será Taycan. A designação lembra muito os recentes lançamentos da Volkswagen em termos de utilitários esportivos, mas o nome tem outra proposta.
De acordo com a Porsche, Taycan pode ser traduzido como "jovem cavalo vivaz", numa referência ao símbolo de um cavalo de 1952. Oliver Blume, presidente do Comitê Executivo da Porsche AG, explica: "Nosso novo carro esportivo é forte e confiável; é um veículo que pode cobrir consistentemente longas distâncias e que privilegia a liberdade". Com isso, o novo bólido entra para a lista de carros da marca com nomes próprios, tais como Macan, Cayenne e Panamera, além dos nomes aplicados ao 718: Boxster e Cayman, que antes eram designações principais dos menores esportivos da Porsche.
A questão do nome é explicada pela Porsche, citando seus modelos atuais. No caso do Boxster, por exemplo, a ideia é ligar a concepção de motor traseiro boxer (chamado também flat no exterior) com uma carroceria de roadster. Em relação ao 718 com estilo cupê, o nome Cayman não tem relação com as ilhas ultramarinas do Reino Unido no Caribe e nem é referência ao jacaré das Américas Central e do Sul. Puro e simplesmente significa "incisivo e ágil", de acordo com a marca.
No caso do SUV Cayenne, a fogosidade vem antes de qualquer pensamento sobre a capital da Guiana Francesa em sua língua nacional. Já o cupê de quatro portas Panamera é um Gran Turismo com alusividade à competição Carrera Panamericana. Por fim, o tigre da Indonésia inspirou a Porsche no batismo do Macan, que é como chamam esse animal naquele país, sendo para a marca alemã conotação de superioridade, poder, fascinação e dinamismo.
Mas, qual será a "missão" do jovem cavalo vivaz? Como primeiro Porsche elétrico, o Taycan terá de mostrar mais do que deveria se fosse um carro comum, movido por motor boxer a gasolina. Ele terá de convencer mais do que em performance. Afinal, antes de tudo, deixará de oferecer a pegada bruta imposta por um poderoso boxer de seis cilindros com dois turbos empurrando da traseira. Também não terá um ronco vigoroso, que além de ser música para os ouvidos, é um poderoso estimulante para conduzir cada vez mais rápido.
Para compensar, o Porsche Taycan terá dois motores elétricos síncronos que despejarão 608 cavalos, que farão o bólido ir de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos ou necessitar de 12 segundos para chegar a 200 km/h. Os números são bons, mas dado o que anda acontecendo com os carros elétricos de alta performance, podem ser melhores na vida real. A marca de Stuttgart promete acelerações múltiplas sem perda de força e autonomia de mais de 500 km. O lançamento ocorrerá em 2019.
  • Como primeiro Porsche elétrico, o novo Taycan terá de mostrar mais do que deveria se fosse um carro comum
  • Novo bólido da Porsche entra para lista de carros da marca com nomes próprios, tais como Macan, Cayenne e Panamera, além do Boxster e Cayman
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos