Esportes
Publicada em 12/09/2018 - 00h21min

Estadão Conteúdo
copa do brasil

Flamengo e Timão abrem a semifinal

Em baixa no Brasileirão, clubes optaram por priorizar o torneio em busca de uma vaga na Libertadores; primeira partida será hoje no Maracanã

A Copa do Brasil se tornou uma "tábua de salvação" para Flamengo e Corinthians no segundo semestre. Para o time paulista, a situação é dramática. Preocupado com a queda nas oitavas de final da Copa Libertadores e a má fase no Campeonato Brasileiro, trocou de treinador. Jair Ventura vai ter de consertar todos os setores, defesa, meio e ataque, mas restam apenas quatro jogos até a taça.
O Flamengo está vivo no Brasileirão, mas discute, a cada rodada, a permanência do técnico Maurício Barbieri. Também está fora do torneio sul-americano. Chegar à final da Copa do Brasil seria uma trégua na insatisfação das duas maiores torcidas do país. E será nesse cenário que os times vão duelar hoje, às 21h45, no Maracanã, no jogo de ida das semifinais.
A Copa do Brasil foi definida pela diretoria como prioridade assim que o Corinthians foi eliminado pelo Colo-Colo nas oitavas de final da Libertadores. Com uma vitória nos últimos oito jogos do Brasileirão, a equipe se limita a sonhar com uma vaga na próxima Libertadores. A diferença para o último que se classificaria hoje (Grêmio) é de 11 pontos (41 a 30).
"Não que classifico em primeiro, segundo ou terceiro (em termos de prioridade). É que a Copa do Brasil está mais próxima. Agora é a Copa do Brasil e pontuar no Brasileiro. É trabalhar para ganhar os dois campeonatos", disse o presidente Andrés Sanchez.
A torcida entendeu o recado. Proibida de entrar no Maracanã em função de uma briga de 2016, a principal organizada do clube convocou seus membros para acompanharem o embarque do time ontem, em Guarulhos. Centenas de torcedores foram apoiar a equipe. Parte da festa que seria feita nas arquibancadas foi antecipada para o saguão de Cumbica. Os jogadores, entretanto, não usaram as áreas comuns do aeroporto.
Em campo, Jair deve ser cauteloso. No treino de ontem, testou três volantes, mas não confirmou a escalação. "Vou me reservar a não falar a estratégia. Depois do jogo vou explicar o motivo, o que fizemos ou deixamos de fazer", desconversou.
O confronto tem um leve sabor de revanche para o treinador. No ano passado, quando dirigia o Botafogo, ele foi eliminado exatamente nesta fase pelo Flamengo. "O jogo foi decidido num detalhe. Foi um drible do Berrío que nunca vi na vida. Quem sabe um drible agora nosso, de Pedrinho ou Clayson, e a classificação para o nosso lado?", imaginou Jair.
Compartilhe

Video

Mais vistos