Cidades
Publicada em 11/07/2018 - 21h53min

Sem cuidados

Moradores reclamam de abandono e sujeira em passagem subterrânea

Os moradores de Poá reclamam sobre o abandono no túnel para passagem de pedestres "Sr. Antonio Mandarano", localizado no centro da cidade

Foto: Vitoria Mikaelli

Fotos antigas da cidade nas paredes foram destruídas
Os moradores de Poá reclamam sobre o abandono no túnel para passagem de pedestres "Sr. Antonio Mandarano", localizado no centro da cidade. As principais queixas são sujeira, mau cheiro, paredes pichadas e teto danificados e vandalizados. A passagem subterrânea foi instalada em 2004 com o objetivo de facilitar o acesso dos pedestres na área central, que é dividida pela linha férrea da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).
Segundo a dona de casa e moradora do bairro Jardim Emília, Clarice dos Santos, 60 anos, o local está abandonado pela administração. "Está tudo pichado, destruíram tudo. É uma pena porque a prefeitura até arrumou o túnel, mas os vândalos quebraram tudo. Agora, é preciso arrumar novamente", disse.
O túnel tinha a exposição de fotos históricas da cidade, que tornaram-se alvo dos vândalos. Além de depredado, o ambiente sofre com inundações durante os meses de chuva. "Precisam estudar o que acontece no local e ver uma alternativa para que isso não ocorra mais. Todos os meses em que chove bastante, o túnel alaga e temos que utilizar a passarela", complementou Clarice.
A contadora e moradora da Vila Júlia, Andreia Cristina Salena, 42, reclama do mau cheiro. "Para passar pelo túnel tenho que prender a respiração. Fora esses comerciantes ambulantes que acabam fechando a passagem. A administração tem que olhar para este local da cidade, afinal, muitas pessoas passam por ele diariamente".
Já o marceneiro e morador de Calmon Viana, João da Cruz, 60, deve pedir a revitalização do local. "Eu tenho contato com o artista Ruy Guanaes que pintou um muro da estação de Suzano. Conversei com ele para fazermos algo aqui no túnel de Poá, e ele me disse para pedir a solicitação à administração municipal".
A Secretaria de Serviços Urbanos informou em nota que "lava o local alvo da reclamação três vezes por semana. No entanto, os vândalos continuam atacando o espaço com atos de depredação e muitas vezes urinando e defecando na passagem subterrânea, sempre no período noturno ou na madrugada". Ainda segundo a pasta, "o espaço já foi pintado diversas vezes e a Secretaria de Segurança Urbana tem feito rondas no local para impedir a ação dos pichadores". (R.J.)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos