Artigos
Publicada em 30/06/2018 - 21h06min

Mauro Jordão

Fé, razão e ceticismo

Fui inquirido por uma pessoa que professa a fé cristã: "No céu nós teremos consciência?". Pensei para dar a resposta sobre algo que ainda não vivi. A mais plausível chegou-me à mente: "Na primeira era bíblica, chamada de 'Inocência', Adão e Eva habitavam o Jardim do Éden, conhecendo apenas o bem; porém, desobedientes a Deus, ao comerem do fruto proibido da Árvore do Bem do Mal, abriram-se os olhos de ambos e invadidos pelo mal logo perceberam, devido a malícia, que estavam nus. Após a queda perderam aquele lugar paradisíaco de paz, de amor e de alegria na intimidade com o Criador. Abrindo um pouquinho a cortina que nos separa do céu, creio que lá, como na Era da Inocência, teremos apenas a consciência do bem; o mal, banido por Deus, jamais habitará ali".
Se no céu a nossa mente, ainda agasalhasse o mal praticado na terra, ou lá sendo santos, fossem endereçados a nós súplicas de favores ou milagres a fim de aliviar os sofrimentos de amigos ou parentes, o céu não seria um paraíso, porém, um inferno de angústia ao sermos conscientizados, lá em cima, das tragédias dos que aqui ficaram. Os segredos do céu não foram a nós revelados, porém, temos a Bíblia, manual de fé e prática, que nos ensina o caminho do Bem, no qual Jesus Cristo nos leva a Deus.
Está escrito no início do primeiro livro da Bíblia, Gênesis: "No princípio criou Deus os céus e a terra", se você não crê nisto está renegando a onipotência do Criador, e por ser cristão nominal abjura da verdade bíblica para confessar, devido seu ceticismo, a crença no livro A Origem das Espécies (1859) que contém a farsa evolucionista de Darwin. Afirmar, também, ser alegoria a história do Jardim do Éden é desconhecer que o livro de Lucas descreve a genealogia de Jesus até chegar a Adão. Negar os capítulos iniciais de Gênesis é desfazer a doutrina do Cristianismo; sem o pecado original o sacrifício de Cristo foi inútil. A razão que vem da fé elimina o ceticismo.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos