Esportes
Publicada em 04/05/2018 - 23h23min

rumo à final

Mogi das Cruzes/Helbor vence e abre 2 a 0 contra o Flamengo

Vitória também marca a trajetória do técnico Jorge Guerra, o Guerrinha, no Novo Basquete Brasil (NBB)

Foto: Alexandre Neto/fotodojogo

Mogianos dominaram a partida e venceram os três primeiros quartos do jogo
O Mogi das Cruzes/Helbor fez mais uma partida impecável e venceu novamente a forte equipe do Flamengo na série semifinal por 88 a 74, na Arena Carioca 1. Com o triunfo, o time comandado pelo técnico Guerrinha abriu 2 a 0 na série e precisa apenas de mais uma vitória para avançar para a final do NBB Caixa (Novo Basquete Brasil). O jogo 3 será de novo no Rio de Janeiro nesta segunda-feira, às 20 horas, com transmissão do SporTV.
Além da importante vitória que encaminhou a equipe para a classificação rumo à final inédita, o técnico do Mogi/Helbor, Jorge Guerra, o Guerrinha, chegou a 203ª vitória em toda sua trajetória como treinador do Novo Basquete Brasil (NBB), se igualando a José Neto, coincidentemente, técnico da equipe rubronegra carioca.
Os mogianos venceram os três primeiros quartos do jogo (17-21 1ºQ/16-24 2ºQ/14-19 3ºQ) e os cariocas ganharam o último período por 27 a 24. Os destaques do Mogi das Cruzes/Helbor na partida foram os alas Shamell Stallworth, cestinha com 21 pontos, cinco rebotes e sete assistências, e Jimmy Dreher, com 16 pontos, quatro rebotes e quatro assistências, o armador Larry Taylor, com 16 pontos, o pivô Caio Torres, com 13 pontos, e os alas-pivôs Tyrone Curnell, com oito pontos e nove rebotes, e Fabricio Russo, com sete pontos.
"Foi um bom jogo. A gente conseguiu manter a nossa defesa e o nosso ataque foi bem, com 63% de aproveitamento no primeiro tempo. Mas demos oito bolas de ataque, tivemos sete bolas perdidas e deixamos eles no jogo. Abrimos uma vantagem. Estamos preparados para isso. Jogamos Liga das Américas fora de casa, contra o San Lorenzo, na Argentina, e isso nos deixou preparado para um adversário assim. Foi um bom jogo, mas nada acabou. Precisamos ganhar três jogos para disputar a final", adverte o ala e capitão Shamell Stallworth.
O jogador também destaca o bom desempenho de todo o time. "Em cada momento, alguém apareceu no jogo. Não fui só eu. Foi Caio, que voltou de lesão e estava parado por um mês e ajudou a gente demais, o Jimmy crescendo, Tyrone sendo Tyrone, Larry controlando o jogo. Não fui só eu. Foi a equipe. Parabéns para a comissão técnica, que montou uma estratégia muito boa. Estamos felizes, mas ainda não estamos satisfeitos", ressaltou.
O vencedor desta semifinal enfrentará o ganhador do confronto entre Paulistano/Corpore e Sendi/Bauru na final. As equipes disputam o jogo 2 hoje, às 14 horas, em São Paulo, com transmissão da Band e do SporTV. O time da capital venceu o jogo 1.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos