Esportes
Publicada em 02/05/2018 - 22h41min

Semi contra o Fla

Mogi embarca para dois jogos no Rio

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Guerrinha intensificou treino tático antes do embarque
O Mogi das Cruzes/Helbor realizou o último treino tático no ginásio Hugo Ramos ontem pela manhã. Foram três trabalhos preparativos realizados desde segunda-feira em Mogi. O grupo embarca hoje pela manhã para o Rio de Janeiro, onde fará um treino no início da noite na Arena Carioca 1, local dos jogos 2 e 3 contra o Flamengo pela semifinal do NBB Caixa (Novo Basquete Brasil), amanhã e na próxima segunda-feira, ambos às 20 horas. As partidas terão transmissão ao vivo pelo SporTV.
A equipe comandada pelo técnico Jorge Guerra, o Guerrinha, vai vencendo a série por 1 a 0. O treinador ressaltou que, apesar de estar à frente, o time carioca ainda tem a vantagem por ter o mando de quadra e que a sua equipe precisará se doar muito mais para sair com a vitória no Rio.
"Trabalhamos várias coisas [durante a semana], principalmente, a parte mental do jogo. Vamos jogar na casa do adversário, com um potencial incrível e que vem de derrota, precisando da vitória e fazer o fator quadra, que por enquanto eles têm a vantagem. Não podemos, de forma alguma, diante de um adversário tão forte e com tantas armas colocar a pontuação, porque daí nós vamos nos desgastar muito para correr atrás. Se a gente conseguir levar o jogo disputado, a nossa equipe tem bastante experiência também para poder fechar com uma vitória lá", advertiu.
Para o técnico, "é importante não deixá-los abrir o placar e ter totalmente o controle do jogo na casa deles, que seria mortal para a gente. É playoff. Disputa de uma vaga para a final inédita e precisa ter fome de tudo. Nós fora da quadra e os jogadores dentro. É a hora do extra que o ser humano tem a mais. Os 30%, 40% que todo mundo pode dar a mais e nós temos de trabalhar muito esse lado", falou Guerrinha.
Os jogadores também estão cientes das dificuldades que terão nos dois jogos no Rio de Janeiro e sabem da importância de manter o mesmo foco na defesa, como na vitória no jogo 1 por 79 a 62, em Mogi. "Precisamos ter a mesma pegada do primeiro jogo. Sabemos a qualidade do Flamengo, que é bem maior que a nossa, porque eles têm muitos jogadores de qualidade e uma rotação maior também", destacou o ala e capitão Shamell Stallworth.
"A gente precisa entrar na mesma pegada. Claro que o percentual deles talvez aumente um pouco, porque eles jogam em casa, mas não pode subir muito. Para a gente sair dessa série com três vitórias vai depender da nossa defesa. Se a gente entrar na mesma pegada, com intensidade e raça, a oportunidade para sair com a vitória é maior", finalizou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos