Cidades
Publicada em 15/05/2018 - 22h55min

ONG se une às igrejas para combater abusos

Foto: Divulgação

Dia Nacional de Combate ao Abuso acontece na próxima sexta-feira
A igreja é uma instituição que tem um papel fundamental na formação das crianças e adolescentes. Com o objetivo de mobilizar a comunidade cristã para se engajar na luta contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, a Visão Mundial, organização não governamental humanitária especializada na proteção à infância, realiza uma campanha de enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no dia 18 de maio, que marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A ação acontece em parceria com a Rede Claves e faz parte da campanha global #ItTakesAWorld.
A campanha acontece em seis Estados brasileiros: Pernambuco, São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro, Alagoas e Bahia. Dentre as atividades programadas, estão previstas palestras, atos públicos, seminários, exibição de vídeos, e bate papo com a população. Além das ações presenciais, a Visão Mundial promove uma mobilização digital por meio de canais como facebook, com a mudança da foto do perfil no link: http://goo.gl/dULoJve Whatsapp, com o compartilhamento de banners que alertam sobre o problema da violência sexual contra crianças e adolescentes disponíveis para download no link: http://goo.gl/TBYWtx.
A ONG também disponibiliza materiais para a utilização das igrejas a fim de convocarem a comunidade local a refletirem sobre o tema. Os materiais são: artigo feito em parceria com a Rede Claves: http://goo.gl/A5JZ5D, oficina para crianças e adolescentes: http://goo.gl/5FNYyD e duas liturgias para serem utilizadas nos cultos: http://goo.gl/otZcqu.
"A igreja alcança lugares que, muitas vezes, equipamentos públicos não alcançam. Além de serem formadoras de opinião, elas são organizações sustentáveis no desenvolvimento e no trabalho com as famílias. Por isso, o papel fundamental da igreja é se preocupar com a segurança integral das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social", conta Karina Lira, assessora de proteção à infância da Visão Mundial.
De acordo com uma pesquisa realizada pela Visão Mundial e Instituto Ipsos sobre percepção pública sobre a violência contra crianças e adolescentes, a mídia e os veículos de comunicação são as principais fontes de informação da sociedade. As mídias sociais são o segundo maior formato que as pessoas ouvem sobre o assunto (57%). "O resultado evidencia a necessidade de expandirmos a reflexão por meio do espaço virtual. Assim, contaremos com apoio de artistas e influenciadores para divulgar a campanha", conta Karina.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos