POP TV
Publicada em 02/05/2018 - 17h25min

Sueller Costa
Personalidade

Taís Araújo debate racismo e ataque nas redes sociais

Atriz, que entrou na lista das personalidades mais influentes de 2017, está de volta à TV na nova temporada de "Mister Brau", que ressalta o empoderamento da mulher

Foto: Divulgação

Atriz está de volta à TV, e, com ela, retorna também a poderosa Michele Brau, da série "Mister Brau", cuja 4ª temporada estreou na última terça-feira na Globo
Taís Araújo está de volta à TV, e, com ela, retorna também a poderosa Michele Brau, da série "Mister Brau", cuja 4ª temporada estreou na última terça-feira, na Globo. Aos 39 anos, a atriz carioca entrou na lista das personalidades mais influentes de 2017, ao lado do marido, Lázaro Ramos -
o ator fez sucesso com o seu livro "Na Minha Pele", e polarizou as atenções na Flip. "Ele fez um livro com cuidado, muito agregador", elogia Taís. Casada há 14 anos com Lázaro, ela e o marido fizeram sucesso também com Mister Brau, que gira em torno da estrela da música Brau, e de sua família e amigos.
POP/TV - Sua personagem, Michele, vem crescendo da primeira temporada de "Mister Brau" para cá. Agora, ela vira uma diva internacional. Fale sobre essa evolução dela.
Taís Araújo - O Mister Brau é uma série que começou para ter só uma temporada. Quando as outras foram chegando, a gente tinha que inventar histórias. Devemos aos autores, ao que está acontecendo na sociedade. Esta temporada foi isso: o que a gente vai fazer agora? Vamos colocar a Michele estourando profissionalmente, e o que vai acontecer com nosso protagonista, que é o Brau? Vai causar um conflito entre ele e a mulher. É algo que a gente está discutindo na sociedade: quando a mulher ganha mais dinheiro e se desenvolve mais que o homem.
POP/TV - E como Brau reage a isso?
T. A. - Muito mal. Ele não consegue segurar essa onda. Daí que vem esse conflito. Tudo foi construído para a queda do herói, para abalar sua estrutura. E ele fica bem abalado. Ao mesmo tempo, tem uma coisa linda que é a busca de identidade dele. Então, dá uma humanidade nele. É bonito ver essa fragilidade do Brau e que também não há maldade no comportamento da Michele, de surfar nesse sucesso que ela está fazendo.
POP/TV - Você participou do TEDxSãoPaulo do ano passado, com um discurso que repercutiu sobre criar crianças doces num país ácido. Como foi colocar seu ponto de vista sobre sociedade e racismo?
T. A. - Foi um texto que levei mais de um mês para elaborar. O TEDx que participei era sobre educação. Tenho dois filhos, não sou uma educadora. Então, o que eu poderia falar era sobre minha angústia como mãe na criação de duas crianças. Está cada vez mais complexo viver aqui e respirar tranquilamente, sem viver num sobressalto. Isso, de fato, é uma preocupação nossa. 
POP/TV - Por causa desse discurso, você também foi atacada nas redes. Então, pergunto: quanto avançamos no debate sobre o racismo?
T. A. - Tenho sensação de que tem avanço, sim. A gente está conseguindo devagar se livrar do mito da democracia racial, que acho que é o primeiro passo para discutir de maneira madura o país em que a gente vive. É aquela coisa: vem o progresso e, então, uma onda mais conservadora para rebater. Esses passos são incômodos, abalam estruturas, muitas até já preestabelecidas. Acho natural que tenham essas ondas contrárias. A gente deve estar preparado, sabemos o país em que vivemos.
POP/TV - Qual desejo e receio para os seus filhos dentro dessa sociedade?
T. A. - A gente tem uma geração inteira que entrou na faculdade, que se formou, e acho que a vida dos filhos deles já será diferente. A chance que uma geração inteira teve de entrar na universidade e se formar é o que vai disparar uma possível mudança mais significativa no País. Não acredito em outra coisa senão em educação para tudo. Consequentemente, a gente consegue diminuir a desigualdade social. A partir da educação, há grandes conquistas e elas serão vistas conforme o tempo, e vamos se educando e exigindo nossos direitos. A educação é generosa, porque o conhecimento amplifica e contagia.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos