Opinião
Publicada em 14/04/2018 - 23h23min

Saúde educação

Entre tantas demandas sociais que merecem atenção para o desenvolvimento de uma nação, talvez a educação e a saúde estejam no topo da lista. Com um povo mais instruído e bem educado (no sentido literal da palavra), é possível transformar um país de forma mais rápida e planejada. Sem saúde, de nada adianta, não se faz nada.
Por isso, a renovação do contrato da Prefeitura de Mogi das Cruzes com a agricultura familiar local, que repassará seus produtos para as escolas municipais da cidade, é motivo de celebração. O projeto que une saúde e educação garante aos alunos do município uma alimentação melhor, incentiva o hábito saudável e, consequentemente, oferece condições para que o rendimento escolar também seja otimizado.
A verba destinada à merenda escolar é consideravelmente alta, por isso, nada melhor do que fechar uma parceria que traga mais benefícios aos alunos e que seja mais barata aos bolsos públicos. Seis das dez cidades do Alto Tietê gastaram mais de R$ 38 milhões com merenda escolar em 2017. Esses dados foram levantados pela reportagem em conjunto com as Secretarias de Educação de cada município. O maior investimento é de Mogi das Cruzes, com R$ 18,2 milhões aplicados. Na sequência, aparece Ferraz de Vasconcelos, com R$ 5,94 milhões.
Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a agricultura familiar tem capacidade para colaborar na erradicação da fome mundial e alcançar a segurança alimentar sustentável. No Brasil, de uma forma geral, ela representa mais de 80% de todas as propriedades rurais do país e emprega pelo menos cinco milhões de famílias, além de ser responsável pela maioria dos alimentos que chegam à mesa da população. Sua produção é realizada por pequenos agricultores, onde o sistema agropecuário é mantido pelo núcleo familiar.
Ações como essa da renovação do contrato, em Mogi, fazem parte do primeiro passo para um país melhor. Principalmente, se puxarmos na memória dados recentes, como o desvio de R$ 2 bilhões em recursos destinados à merenda e transporte escolar em diversos municípios do Brasil. O contraste é gritante. E que esse seja o caminho.
Compartilhe

Video

Mais vistos