Cidades
Publicada em 12/03/2018 - 21h12min

Rinaldo Junior*
Cinema

Suzano e Arujá são palcos de filme sobre o Batman

O longa "Um conto de Batman: Na Psicose do Ventríloquo" agora está disponível nas plataformas digitais e poderá ser assistido através do Vimeo e pelo canal OnDemand

Foto: Divulgação

Bastidores do filme, que levou 4 anos para ser feito
O longa "Um conto de Batman: Na Psicose do Ventríloquo" agora está disponível nas plataformas digitais e poderá ser assistido através do Vimeo e pelo canal OnDemand. A direção é de Elvis DelBagno, que escolheu as cidades de Suzano e Arujá como cenário para as filmagens. O filme conta a história do personagem Batman que sofre ao som das músicas de Raul Seixas
As gravações duraram quatro anos e ao todo, R$ 100 mil foram investidos para a realização. Procurado pela reportagem, DelBagno destacou que o filme faz um paralelo aos problemas brasileiros. "O filme também seria um analogia a realidade brasileira, da qual muitos problemas como violência, desigualdade social ou falta de estrutura familiar estariam ligado à vida complicada que os personagens levam. Seria a forma de consumir essa cultura pop americana e dizer que ela é universal. Mesclar com a cultura brasileira, por meio de musicas nacionais, língua portuguesa e assuntos cotidianos".
O diretor disse ainda que o filme não tem pretensão de parecer americano. "Simplesmente é uma forma de mostrar um ponto de vista inédito do meu personagem favorito e dizer que com um bom embasamento, não precisamos de explosões para contar uma história de herói".
As cenas foram filmadas em uma indústria Metalúrgica da cidade de Suzano e em ruas e vielas do município. Já em Arujá, em uma locação industrial. "Consegui deixar o ambiente realista contrastar com luzes surrealistas de intenso colorido. O filme conseguiu ter em seu clima uma mistura expressionista de Batman de Tim Burton, realista de Christopher Nolan e surrealista de Joel Schumacher", finalizou.
Errata
Embora a reportagem tenha recebido uma chamada na capa da edição de domingo, o material não foi publicado por uma falha técnica. O Dat pede desculpas aos leitores e publica o texto nesta edição.
*Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe

Video

Mais vistos