Autonews
Publicada em 31/03/2018 - 18h40min

Cargas

Como evitar a eletricidade estática?

A eletricidade estática é o fenômeno de acumulação de cargas elétricas que pode se manifestar em qualquer material. Ações simples do dia a dia, como andar de meias pelo carpete, podem fazer como que você leve um choque ao tocar a maçaneta da porta. Esse é apenas um dos efeitos dos sinais eletromagnéticos. Eles estão ao nosso redor e, se interferirem nos aparelhos eletrônicos, podem até ter consequências perigosas.
É exatamente por isso que a Ford conta com engenheiros como Rodney Huebner. Ele tem dedicado sua vida profissional para garantir que os consumidores da Ford na Ásia estejam protegidos contra os inconvenientes e os perigos das interferências eletromagnéticas. "Além de afetar telefones e rádios, a interferência pode atrapalhar o funcionamento de equipamentos como piloto automático, sistema de freios ABS e direção hidráulica", explica Huebner.
De sua base em Melbourne, na Austrália, ele e sua equipe asseguram que todos os chips, sensores e tecnologias sofisticadas presentes nos veículos Ford funcionem bem em todas as condições.
Há trinta anos, as interferências eram causadas por transmissores de rádio, redes de energia e alguns dos equipamentos eletrônicos básicos do carro. Hoje, essas ameaças se multiplicaram exponencialmente e continuarão aumentando. "Tivemos que incluir testes para verificar a interferência de GPS e smartphones, além de sistemas de conectividade, como o SYNC 3, que podem oferecer Wi-Fi também", complementa o engenheiro.
Com a chegada dos veículos autônomos e à medida que se tornam mais conectados, os sensores e outros dispositivo se tornarão cada vez mais presentes, aumentando o trabalho para Huebner e sua equipe. Os testes com carros autônomos serão ainda mais críticos, pois não haverá seres humanos controlando o veículo se algo sair errado.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos