Cidades
Publicada em 10/02/2018 - 19h30min

Sueller Costa
Parceria

Condemat discute estratégias para museus do Alto Tietê

Região tem 14 espaços de preservação da memória e uma das propostas é compartilhar turnês de exposições

Foto: Divulgação

Ação é resultado de uma parceria com a Secretaria de Cultura de Estado, que prevê cursos, oficinas e assessoria
Com 14 dos 415 museus e espaços de preservação da memória paulistas, a região colocou em discussão nesta semana estratégias para fomentar a preservação da memória nas cidades, assim como para incentivar a circulação de acervos e promover turnês regionais de exposições. A iniciativa é resultado de uma parceria do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) com a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo que poderá contemplar, também, cursos, oficinas e assessoramento técnico.
Em reunião com secretários municipais de Cultura, o diretor do Sistema Estadual de Museus (SISEM - SP), Davidson Panis Kasekei, destacou que, mesmo com as mudanças de hábitos de cultura e comportamentos sociais do mundo contemporâneo, os museus têm resistido fortemente e a preservação da memória pode representar um diferencial competitivo, principalmente quando há articulação regional, como acontece no Alto Tietê.
"Será uma grande oportunidade usar esse modelo de mobilização pelo consórcio como uma referência para outras regiões porque as dificuldades são as mesmas, ou seja, de articulação. Aqui tem identidade regional, interesse regional e isso favorece o planejamento não só de exposições, mas de uma atuação mais forte do SISEM, com apoio da Secretaria de Estado da Cultura", ressaltou o diretor.
Atualmente, o Brasil possui cerca de 3.700 museus e espaços de preservação, sendo que 415 deles estão no Estado de São Paulo. Os 14 existentes no Alto Tietê estão concentrados nas cidades de Guararema (2), Guarulhos (1), Itaquaquecetuba (1), Mogi das Cruzes (8), Salesópolis (1) e Suzano (1).
Em parceria, a Câmara Técnica de Cultura do Condemat e o SISEM deram início a tratativas para viabilizar a inclusão dos museus e centros de preservação no cadastro do sistema estadual, o que possibilitará o levantamento de todos os espaços aptos para receber exposições. A proposta, a partir disso, será compartilhar turnês pelas cidades, vencendo uma das grandes dificuldades das prefeituras que é a falta de recursos para custear uma grande exposição. Além disso, serão trabalhados cursos e oficinas e até mesmo a parte de assessoramento técnico para apoiar o funcionamento dos museus.
"Esse olhar diferenciado do SISEM-SP para a Região será muito importante para fomentar a cultura nas nossas cidades. E isso só é possível porque as prefeituras estão articuladas e atuando de forma integrada", ressaltou o presidente do Condemat, Rodrigo Ashiuchi, e, também, prefeito de Suzano.
A agenda com o SISEM-SP é fruto de uma aproximação iniciada no ano passado pela Câmara Técnica de Cultura do Condemat e a Secretaria de Cultura do Estado, por meio do secretário-adjunto Romildo Campello, que é da região. "Foi um primeiro encontro para a troca de ideias, que despertou dúvidas, mas também apontou caminhos que vamos percorrer agora para o avanço nesta área", avaliou Geraldo Garippo, coordenador da Câmara Técnica.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos