Cidades
Publicada em 10/02/2018 - 19h05min

Isabella Grisaro*
Proteção

Especialista fornece dicas para ter um Carnaval com segurança

Cuidados com roubos e assaltos devem ser redobrados nessa época do ano; há riscos até para quem fica em casa

Foto: Mogi News

São nos aglomerados que maioria dos furtos pode ocorrer durante os dias de folia
O Carnaval começou ontem, e durante essa época muitas pessoas vão a bloquinhos de rua e festas em comemoração. Porém, onde há aglomeração de pessoas, há também crimes como furtos e roubos, como explicou Jorge Lordello, especialista em segurança pública e privada.
Segundo o ele, o aparelho celular é o objeto mais roubado em festas e blocos de folia. Em São Paulo, onde grandes comemorações são comuns nesse período, na semana passada ocorreram muitos furtos, principalmente pelo descuido dos próprios foliões. "O que deve ser evitado é carregar o aparelho e deixar à mostra de todos", enfatizou Lordello, que deu recomendações e dicas de como as pessoas podem prevenir situações de risco. "Se a pessoa tiver um celular mais barato, que não utilize de forma regular, deve levar e colocar o chip que usa normalmente, para que não chame atenção. Se não tiver, deve deixar escondido na roupa. Indico também que todos levem apenas dinheiro, em vez do cartão de crédito", disse ele.
Sobre o consumo em excesso do álcool, o especialista advertiu. "Aqueles que bebem em excesso ficam vulneráveis a todos os tipos de violência, assim como roubos, furtos e até mesmo estupros, pois perdem os reflexos e se tornam vítimas. Então não beber em excesso, levar apenas dinheiro e manter escondido, junto ao aparelho celular, auxilia na segurança no Carnaval".
Em casa
De acordo com Jorge Lordello, a recomendação é que a população não divulgue a viagem nas redes sociais e no bairro, para que ninguém saiba, pois essas informações se espalham muito rapidamente. "Essas informações fazem com que as pessoas corram o risco de ter suas casa invadidas, então, o ideal é manter sigilo e avisar apenas um vizinho e deixar número para contato, assim como autorizar a chamar a polícia caso algo aconteça".
Na viagem
O especialista em segurança também orientou sobre as viagens de carro durante esse feriado, como buscar o melhor horário e checar aplicativos de trânsito para buscar o caminho mais tranquilo. "Ir viajar em horários de menor fluxo nas rodovias e fugir do trânsito, para não ficar parado e correr o risco de ser assaltado".
Lordello complementou o aviso dizendo que é importante fazer um levantamento de cada estrada pelas quais o motorista irá dirigir, assim como anotar o número da polícia e da concessionária da via, para ter a quem socorrer em casos de emergência. "Para qualquer passeio deve-se pensar primeiro na segurança, para depois ter lazer com segurança", finalizou o especialista em segurança.
*Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos