Autonews
Publicada em 03/03/2018 - 21h20min

Retomada

Kia programa ações nos seus 25 anos

"É muito importante e muito especial comemorarmos os 25 anos ininterruptos de atividades da Kia Motors do Brasil", argumenta José Luiz Gandini, "mas é muito mais importante a paridade tributária com os carros aqui fabricados a partir do início desse ano. Sem os 30 pontos percentuais, não tenho dúvidas de que a marca Kia volta a ter força, o suficiente para recuperar a Rede Autorizada de Concessionárias, duramente castigada nos últimos cinco anos, e também de atender aos consumidores brasileiros, que querem ter opção de escolha, para melhor. Os mercados fechados só prejudicam os consumidores", finalizou.
"No entanto", alerta Gandini, "não será fácil retornar aos patamares de vendas adquiridos em 2011, já que o mercado interno era o 4º do mundo e hoje é o 9º, o dólar saiu da casa de R$ 1,60 para R$ 3,30 e os autoveículos importados continuam pagando o teto máximo em imposto de importação, de 35%, permitido pela OMC".
Campanha
Além da intensa programação de trabalho e de comemoração, de dois dias na capital uruguaia, a Kia Motors do Brasil comemora seus 25 anos com campanha publicitária que contempla a partir de 1º de julho 13 revistas semanais ou especializadas, de circulação nacionais, e publicações regionais, com três páginas sequenciais. A campanha conta ainda com filmes de 30 segundos em TVs abertas e fechadas, de modo a retomar a virada da marca no mercado brasileiro.
"Ainda limitados pela cota anual de 4.800 unidades/ano sem os 30 pontos percentuais, infelizmente vamos fechar o ano de 2017 com cerca de 10.000 unidades. Mas nossas projeções para 2018 já indicam 20 mil unidades, um alento depois de cinco anos de quedas sucessivas", analisa José Luiz Gandini, "esse número será justificado por importantes lançamentos, em 2018, como no novo Picanto, Rio, um novo SUV de pequeno porte e o Optima GDI".
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos