Autonews
Publicada em 24/02/2018 - 19h58min

Visual do Spin lembra o do Chevrolet Cobalt

Foto: Divulgação

Spin não será acompanhado de mudanças mecânicas, como em 2016
A GM anunciou investimentos de R$ 1,4 bilhão para modernizar a fábrica de Gravataí (RS) e desenvolver novos carros. Ao todo são nove modelos: dois hatches, dois sedãs, um SUV, uma picape, um crossover e duas minivans (5 e 7 lugares). Serão os frutos da nova plataforma GEM (Global Emerging Markets), para mercados emergentes, como o nome diz.
A plataforma GEM deve ser utilizada nos substitutos dos atuais Onix, Prisma, Cobalt, Montana e Spin, todos baseados na antiga plataforma GSV. Especula-se também que a Chevrolet estaria preparando a chegada de um inédito subcompacto feito para rivalizar com Fiat Mobi, VW Up! e o recém-lançado Renault Kwid.
A renovação será gradual. Parte dos produtos chega em 2019, parte em 2020. Assim, alguns dos modelos atuais ainda passam por reestilização antes da aposentadoria.
É o caso da Spin, que deve ganhar alterações em um de seus aspectos mais criticados: o visual. Frente (grade, faróis, para-choque) e traseira (lanternas) serão semelhantes às do sedã Cobalt, que foi redesenhado na linha 2016. Essa novidade deve chegar ao mercado no início de 2018.
O facelift não deverá ser acompanhado de mudanças mecânicas - isso já foi feito no final de 2016, quando a Spin ganhou melhorias no veterano motor 1.8 8V, opção de câmbio manual de seis marchas (além do automático, também de seis velocidades) e um sistema de aerodinâmica ativa na grade frontal.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos