Cidades
Publicada em 11/01/2018 - 21h39min

Claudia Irente
Economia

Apenas duas cidades do Alto tietê devem realizar Carnaval neste ano

Maioria das Prefeituras ouvidas pela reportagem destacaram a falta de recursos para organizar a folia em fevereiro

Foto: Divulgação

Em Mogi das Cruzes, algumas escolas de samba estão em situação irregular
A exemplo do ano passado, em que grande parte dos municípios do Alto Tietê não realizou o Carnaval de rua, neste ano a situação não deverá ser diferente, segundo o informado pelas Prefeituras. Das dez cidades consultadas pela reportagem, apenas duas sinalizaram positivamente em relação ao evento: Santa Isabel e Salesópolis. Já nos demais municípios não haverá Carnaval, ou ainda não há definição.
Em Poá, por exemplo, que vive uma grave crise financeira devido à mudança nas regras do Imposto Sobre Serviços (ISS), a administração municipal afirmou que ainda não há uma definição clara a respeito do assunto, entretanto, é grande a possibilidade de que a folia não seja viabilizada.
Em Suzano, o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) já havia sinalizado, em entrevista ao Grupo MN, no final do ano passado, que o município não promoveria o Carnaval porque ele estava guardando o dinheiro para comprar uniforme e material escolar das crianças e entregá-los em dia.
De acordo com a Secretaria de Cultura suzanense, não há programação de desfiles de Carnaval devido a razões orçamentárias e também porque não houve um processo de organização das escolas de samba, já que elas ficaram um período sem atividade.
Segundo o Executivo municipal, "não houve continuidade dos trabalhos nos barracões das agremiações. No entanto, a pasta vai regulamentar (locais e formatos) os desfiles dos blocos de Suzano, para que os foliões possam curtir o Carnaval de forma harmoniosa. Esses blocos devem entrar em contato com a Secretaria de Cultura para providenciar a regulamentação". 
Para não passar em branco, a Prefeitura de Suzano também deve promover alguns bailes e matinês nos Centros Culturais. Essa programação está em fase de planejamento, informou a administração municipal.
Em Ferraz de Vasconcelos, de acordo com a Secretaria de Cultura e Turismo, até o momento não há possibilidade da realização de um desfile, nem da disponibilidade de outros aparatos para o Carnaval, visto o alto gasto que se teria, em contraste com a situação financeira da cidade. 
Em Mogi das Cruzes, a Prefeitura respondeu que não há previsão de realização dos desfiles carnavalescos porque a maioria das escolas de samba da cidade está em situação irregular com a documentação - das 13 escolas, 12 têm problema - e também em razão da questão econômica, tendo em vista os custos envolvidos na promoção de um evento desse porte.
A Prefeitura de Guararema, em contrapartida, está analisando a realização do Carnaval, ao passo que, em Biritiba Mirim e Itaquaquecetuba, ainda não há nada definido. Arujá, por sua vez, também estuda se irá ou não realizar a festividade carnavalesca este ano.
Na contramão da maioria dos municípios, Santa Isabel informou que terá Carnaval de rua este ano, mas que os detalhes serão acertados em reunião a ser realizada nesta quarta-feira. Salesópolis também afirmou que está tudo certo para a realização da festa, porém, a reportagem não conseguiu obter mais informações a respeito.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos