Autonews
Publicada em 29/12/2017 - 20h40min

Compartilhamento

Novo EcoSport f ica mais próximo do Focus e Fusion

Com utilização de motor e câmbio melhores, provenientes de outros carros, Eco ficou ainda mais atrativo

 O Ford Focus e Fusion deram uma "ajudinha" no novo Ecosport. A versão Titanium, por exemplo, se mantém como versão topo de linha e única com motor 2.0. Mas motor e transmissão são diferentes dos utilizadas no antigo Eco. Do Focus veio o motor 2.0 Duratec DirectFlex. A vantagem está na injeção direta, que eleva a potência de 147 para 176 cv a 6.500 rpm e o torque de 19,7 para 22,5 mkgf a 4.500 rpm.
Os bancos também mudaram. Se os antigos eram curtos, incapazes de sustentar as coxas dos ocupantes, os novos são maiores e com melhor sustentação da coluna. De quebra, o motorista ainda tem ajuste lombar a disposição e trilho mais longo para correr o banco. Mas isso não resolve a falta o espaço para as pernas de quem senta no banco traseiro: pelo contrário, o assento de trás mais longo só deixou isso mais evidente.
O porta-malas ficou um pouco menor: passou dos 362 l para 356 l. Foi em prol da versatilidade: agora seu assoalho funciona como um alçapão que pode ser posicionado em três niveis, criando um compartimento de até 52 l quando na posição mais alta. Assim, o porta-malas ficará plano quando os bancos traseiros estiverem rebatidos.
O Fusion contribuiu com o câmbio 6F25, um automático de seis marchas que também permitiu que as trocas sequenciais agora sejam feitas em borboletas atrás do volante e não mais em botões na alavanca. Este câmbio substitui o Powershift, de dupla embreagem e também com seis marchas, que ganhou má fama devido a defeitos em seus primeiros anos.
O casamento do novo conjunto mecânico é bom. O Eco embala como se estivesse mais leve (embora a realidade seja uma engorda de 59 kg, para 1.359 kg) e as marchas seguintes são convocadas sem trancos ou desacelerações. Mas por vezes o kickdown é feito para marchas muito baixas, o que passa a impressão de aspereza do motor.
Versões mais acessíveis, como as SE e Freestyle receberam o novo motor 1.5 de três cilindros criado especificamente para mercados emergentes, que entrega 137 cv e 16,2 mkgf. Ele estará disponível tanto com câmbio manual de cinco marchas, como com o novo automático de seis. De acordo com a Ford, o novo três cilindros estará em 80% dos EcoSport vendidos.
Por enquanto, a Ford divulgou apenas os itens de série do EcoSport Titanium, que recebeu bons reforços. A lista inclui sete airbags, faróis de xenônio, central Sync 3, câmera de ré, sensor de estacionamento, espelho fotocrômico, faróis com acendimento automático, sensor de chuva, partida sem chave, sensores de pontos cegos, alerta de tráfego cruzado, monitor de pressão dos pneus e até o teto solar, inédito por aqui (mas que já estava disponível lá fora).
  • Versão Titanium se mantém como a top de linha e é a única com motor 2.0, mas motor e transmissão são diferentes dos utilizados no antigo Eco
  • Motor 2.0 Duratec DirectFlex, do Focus, é mais potente e agora está no Ecosport
  • Câmbio 6F25, o mesmo utilizado no Fusion
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos